CÂMARA MUNICIPAL DE Ponte Serrada - SC

ATA Nº CM 040/2018

Aos três dias do mês de Dezembro de dois mil e dezoito, às dezenove horas, nas dependências do Legislativo Municipal, reuniram-se os senhores vereadores para reunião Ordinária da Primeira Sessão Legislativa, da Décima Quinta Legislatura da Câmara Municipal de Vereadores, com a presença dos seguintes membros: Adenir Freitas, Edivan Antonio Panizzi, Evandro Pavan, Julio Cesar Páglia, Marcelo Tadeu Wrubel, Milena Aparecida da Silva, Olivo Cortellini, Rúbia Caroline Wrubel e Gilson Damaceno, Presidente da Mesa, que cumprimentou a todos os presentes, e sob a proteção de Deus, declarou aberta a reunião, convidando o vereador Marcelo para proferir a leitura de trecho da Bíblia Sagrada, prosseguindo com a leitura da Ata da reunião anterior, aprovada por unanimidade. Não havendo nenhuma manifestação o Presidente colocou em Votação a Ata do dia 12.11.2018, aprovando-a por unanimidade. Após fez-se a leitura do Expediente do Dia, sendo: Indicação nº CM AFFD 047/2018 - MELHORIA EM ESTRADAS DO INTERIOR, apresentada pelo Bloco Parlamentar A Força que Faz a Diferença; Ofício do Poder Executivo nº GP 218/2018, encaminhando em regime de urgência/urgentíssima Projeto de Lei nº 027/2018 - AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A EFETUAR TRANSFERÊNCIA FINANCEIRA PARA A ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO ALTO IRANI (AMAI) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Passando a Ordem do Dia, com a presença de todos os senhores vereadores o Presidente encaminhou as comissões para parecer Projeto de Lei nº 027/2018. Após colocou em discussão para 1ª Votação Projeto de Lei nº 023/2018 - ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE PONTE SERRADA PARA O EXERCÍCIO DE 2019, o vereador Evandro disse que este projeto, é um projeto que entra na Casa Legislativa todos os anos, é de praxe votarem o Orçamento Anual, o PPA já foi votado para os quatro anos, com revisão feita este ano, também já votada por esta casa, e também foi votada a LDO a qual fixa as metas para 2019. E este projeto nada mais é do que o Orçamento do Município para 2019. E está fixado em R$ 32.800.000,00, divididos por lei em suas secretarias, com porcentagem definida tanto na saúde, educação e outras áreas. Também discutiu sobre o orçamento desta casa, para 2019, com um estimativa de R$ 1.512.000,00. Pediu a aprovação do Orçamento, pois o prefeito municipal só pode tocar as secretarias após a aprovação deste projeto nesta casa. Nada mais comentou-se aprovando-se por unanimidade em 1ª Votação. Em discussão para 1ª Votação PROJETO DE LEI Nº 028/2018 - RATIFICA AS ALTERAÇÕES REALIZADAS NO PROTOCOLO DE INTENÇÕES, CONSUBSTANCIADO NO CONTRATO DE CONSÓRCIO PÚBLICO DO CONSÓRCIO DE INFORMÁTICA NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL (CIGA), E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS, o vereador Edivan, disse que este projeto trata-se de um Convênio firmado com o município em 2013, junto com o Consórcio de Informática CIGA, este convênio sofreu algumas alterações contratuais, em um dos seus artigos, algo formal. O que o Executivo necessita é que a câmara ratifique estas alterações, para que o município possa continuar usufruindo deste serviço de informática. Nada mais comentou-se aprovando-se por unanimidade em 1ª Votação. Deliberado pelo plenário, dispensou-se a 2ª Votação bem como a Votação e Redação Final deste projeto. Em discussão Indicação nº CM BP AFFD 047/2018, a vereadora Milena disse que trazem esta indicação, para que se procedam melhorias na estrada do Guaporézinho, atendendo a pedido dos moradores da comunidade, que o Poder Executivo Municipal, viabilize o Cascalhamento, Patrolamento e serviço de rolo compressor na estrada da comunidade de Guaporézinho. Que é uma das comunidades mais distantes da sede, a estrada está intransitável, os moradores estão com sérios problemas de ir e vir, de deslocamento. Hoje existe o Programa Porteira Adentro para favorecer nossos agricultores, na melhoria de seus acessos, por isso reivindicamos estes serviços de melhoramento nas estradas para auxiliar estas famílias. Entendendo a real necessidade de favorecimento a estas famílias, pois o mínimo que podem dar a elas são boas estradas, bons acessos as propriedades de nosso município e contam com o pronto atendimento pelo Poder Executivo Municipal. Esta Indicação fora apresentada pelos vereadores Adenir, Marcelo, Milena e Rúbia. O vereador Edivan, deixou seu voto favorável a indicação quanto a questão da melhoria da estrada do Guaporézinho, porém, transita por ela diariamente, enalteceu o trabalho do Secretário Berté, e também de toda sua equipe, que em partes daquela estrada, já fizeram um grande trabalho e ainda tem um trabalho a ser feito na serra que desce o mais próximo a casa do Paulinho Ferrarez e da sua família. Deixou o registro, primeiro enaltecendo o trabalho que o secretário de obras tem feito com sua equipe em todas as estradas do interior. Inclusive hoje estão em Santa Terezinha, Ressaca, São Valentim e Linha Fátima. Deixou um registro que muitas vezes, quem vem falar de uma estrada muitas vezes não a conhece. E pode falar com propriedade desta, porque faz quinze minutos que acabou de chegar desta estrada. O termo intransitável, é um pouco pesado demais pelo estado que está aquela estrada. É bem verdade que na serra o cascalho se soltou e é preciso que se passe novamente o rolo, mas só um registro que quando se diz intransitável, parece que não dá para andar, e se transitar por ela, em mais da metade desta estrada, se pode andar a sessenta ou setenta km por hora sem problema algum. É uma estrada de chão batido. Se colocou favorável a indicação de melhorar esta estrada, quando se passa pela propriedade do senhor Zenirio Paza, Nelson Costa até Paulo Ferrarez e toda sua família, que lá sim, como falou as pedras se soltaram e é preciso que com a maior brevidade possível, possam no mínimo ir com a patrola e o rolo até lá. E que se os vereadores tivessem tempo, gostaria que fossem até lá, par que segunda feira que vem, viessem até aqui, e pudessem corrigir se estiver errado, ou talvez se corrigir, pois quando se diz que uma estrada está intransitável. Nada mais foi discutido, aprovando-se por unanimidade a Indicação. Escrito na Palavra Livre, o vereador Evandro, disse que procura se fazer presente em alguns eventos, em algumas solenidades, ou algo que acontece em nosso município onde os vereadores são convidados. Que muitas vezes o trabalho não deixa, mas outras vezes quando pode estar, sempre vai, pois é representante comercial e fica mais fora do município. Mas, pode se fazer presente juntamente com os vereadores Edivan e Olivo, na solenidade de entrega da posse de 21 famílias do assentamento 25 de Maio, que depois de longos anos de espera, de luta, 35 anos. Apesar que algumas famílias, conseguiram o titulo a alguns anos atrás, mas, agora 21 famílias tiveram o título de posse, da terra, e alguns anos atrás algumas famílias conseguiram, mas era muito difícil, inviável financeiramente. E agora com muito empenho, com as palavras do Superintendente do INCRA Milton Garcia, onde disse que com a parceria e o empenho do Prefeito Tibe que lá estava presente, que foi uma figura importante, inclusive financeiramente, para que sexta feira estas famílias fossem agraciadas com a posse de suas terras. Que é muito importante, com certeza trará grande benefícios a eles e com certeza retorno ao município, porque, tendo a posse, vão escriturar suas terras, com um pequeno pagamento parcelado, ou um desconto a vista de 20% , um parcelamento de até dezesete anos, e vão conseguir ter sua escritura e dizer que são donos realmente, no seu pedaço de terra e poderão investir cada vez mais, e isso vai ser de grande importância ao nosso município, pois com certeza já produzem muito, e ouviu o Deputado Colatto que estava presente, impressionado com a comunidade de 25 de Maio, com as propriedades que lá são bem cuidadas, e já produzem bastante e agora, com certeza vão produzir muito mais. Salientou o grande trabalho do Deputado Colatto, para que isso se tornasse também realidade, através da Lei 13.465/2017 da Regularização Fundiária Rural e Urbana, onde o Deputado lutou muito pela aprovação no Congresso Nacional. Que foi bom ver aquelas pessoas de posse de seu pedaço de terra, agora podendo fazer suas escrituras. É muito importante. Também não poderia deixar de mencionar, nas suas andanças, que na quinta feira pode participar da amostra de cultura da Escola e CEI do CTG. Falou a respeito disso, já parabenizou a todas as famílias e alunos que se empenharam para fazer uma grande noite. Salientou o grande trabalho da Diretora Adriane, das Coordenadoras Rubia e Rosangela, enfim de toda equipe e as crianças que se apresentaram naquela noite. Dos pais que participaram e foram presentes na vida de seus filhos. Que esteve presente, na sexta feira, no Colégio Antonio Páglia, com o Projeto Nosso Campo tem Mais Vida. Que seria o projeto em que os alunos vão visitar as propriedades, e de lá trazem uma experiência, aprendem e vem comercializar neste dia.Parabenizou a toda equipe envolvida e alunos que estavam participando, e estavam comercializando produtos da agricultura familiar. Salientou que é um projeto de ajuda da Epagri, com os funcionários da Epagri local que dão toda sustentação. Citou o CEI do Bairro Berté, salientou o nome da Diretora Eliane, e parabenizou-a com sua equipe, pois fizeram uma noite de amostra dos trabalhos de todas as crianças. Como sua fiha estuda lá, foi muito importante e parabenizou todos os pais que se fizeram presentes. Parabenizou todas as outras professoras e equipes da Educação, da Andressa, Andréia, Daiane e todas as diretoras dos CEIs que fizeram todos no mesmo dia, esta amostra de trabalho de todos os alunos de Ponte Serrada. O vereador Edivan enalteceu o trabalho dos secretários e secretárias municipais, com o belíssimo trabalho que estão fazendo, cada qual dentro de sua competência, sendo que nesta última semana começou a amostra dos trabalhos, principalmente na área da educação. Enalteceu o trabalho da Andressa e demais meninas que trabalham juntas, fazendo um grande trabalho que está sendo desenvolvido na área da educação em nosso município. Cumprimentou e parabenizou a comunidade de 25 de Maio, que estiveram na última sexta feria acompanhando, presenciando e testemunhando a entrega dos títulos de propriedade a 21 famílias naquela comunidade. Que as famílias chegaram em 29 de outubro de 1985, seriam 33 anos. Quer em nome do Sr: Altair Trindade , Presidente da Comunidade, parabenizar a todas as famílias que receberam este titulo. Que quatro ou cinco famílias já haviam recebido o mesmo, mas naquela oportunidade, o título estava sendo entregue num valor da terra atual, e não no valor , do momento que entraram naquela área. Então se tornaria quase que impossível, porque estariam pagando aqueles lotes no valor de mercado. Agora então os lotes foram entregues em uma média, dependendo da localização e do tamanho, em torno de cinco mil reais, oito alqueire de terra. Uma conquista que veio depois de muita luta. Enalteceu as palavras de seu amigo Brunetto, que muito bem falou naquela oportunidade, citando o esforço das famílias, e das mulheres que acompanharam o marido com seus filhos. Muito tempo embaixo de lonas, com poucas condições, mas continuaram insistindo, e agora estão colhendo os frutos. Em nome do seu Altair, de seu Brunetto, em nome de toda comunidade de 25 de Maio, parabenizou todos que possam fazer bom uso. Como exemplo, quando entraram naquele terreno, havia lá dezesete cabeças de gado do antigo proprietário, e hoje são mais de seiscentas cabeças de gado, entre gado de leite e gado de corte, além da atividade de grão, e demais atividades que desenvolvem arrecadando e trazendo recursos ao município. Parabenizou a todos, ao Deputado Valdir Colatto, a todos os setores do INCRA, tanto a nível federal, quanto estadual. Que na reunião passada, fez um pedido para que os vereadores, pelo menos de sua bancada, tivessem acesso a uma recomendação que teria vindo do Ministério Público. Gostaria que o mesmo já lhe falasse a respeito, que hoje sua conversa segue neste sentido. O Presidente respondeu que recebeu na segunda feira dia 26.11.2018 às 17.30 a recomendação, endereçada a este vereador não a Câmara de Vereadores, inclusive após a reunião a promotora lhe falou e embora não tivesse falado, já tinha conhecimento disso, que a mesma veio endereçada a mim, ficando eu da faculdade de dar publicidade ou não a ela. A outra recomendação quando do Projeto de Lei das gratificações, ela mandou aos vereadores da câmara, porque se tratava de uma tramitação de projeto. Então para que todos tivessem conhecimento da opinião do Ministério Público. Como este projeto já foi aprovado, a mesma endereçou somente a este vereador. E no prazo determinado, irá respondê-la. O vereador Edivan disse, que quem não deve, não teme. Esse é seu jeito de ser. Então talvez na sessão passada, mesmo o Presidente não ter se dirigido a este vereador, e que este vereador Edivan Panizzi, não tem nada que possa temer, nada que o intimide. Disse isso porque desde quando começou a tramitação de um projeto para criação de mais um cargo de Assessor Jurídico, nesta casa, totalmente sem necessidade, brincar com o dinheiro público, levantou aqui a questão do nosso regimento. O descumprimento de nosso regimento. Inclusive usou como exemplo que fraude a licitação já são sabedores, de que problemas assim existem, e quem o fez, com certeza irá responder. Mas em seu modesto entendimento, da forma como este projeto foi criado, também não deixa de ser uma fraude ao nosso regimento. Porque foi descumprido em mais de um artigo. Embora o ofício tenha sido dirigido ao Presidente, ainda assim, o mesmo continua respondendo e representando esta casa, e reiterou novamente o pedido que fez na sessão passada, para que possam ter acesso a esta recomendação, haja visto que as demais quando vindas do MP foram tornadas públicas. Inclusive discutidas pela maioria dos senhores. E não entende o porque desta vez, novamente, a sua bancada e a sociedade, que é pior, não tem acesso, Vieram aqui com um monte de situações, de ladainha, muitas vezes até ludibriar o próprio Ministério Público que estava presente, mas a verdade é que continuam tentando esconder a criação deste cargo de Assessor Jurídico, continuam tentando esconder da sociedade, a desnecessidade da criação deste cargo, e com todo respeito que tem ao Assessor Jurídico desta casa, mas fato é, que não há nada para se fazer ou quase nada para um Assessor, quem dera, agora dois. Terão uma eleição a Presidente daqui uns dias, não sabe quem serão os candidatos, nem quem será o vencedor, e deixou aqui uma sugestão, que ao invés de gastar mais de duzentos mil reais totalmente desnecessário, com a criação deste cargo, que talvez o futuro Presidente ou a futura Presidente, não sabe quem disputará, possa fazer uma parceria com o Executivo, e por que não, contratar mais um técnico agrícola ou até um engenheiro agrônomo, para ajudar o nosso município, a nossa agricultura, ajudar o nosso interior, haja visto que cada um de nós vem aqui e diz assim, mais de sessenta por cento de nossa arrecadação advém da agroindústria, e não tem aqui em nosso município, um técnico agrícola ou um engenheiro agrônomo. Se dirigiu ao vereador Marcelo e disse que se o mesmo for candidato e se for eleito, um pedido, que o mesmo faça contato com o Executivo, e negocie. Para a agricultura que vai ajudar nosso município. O Presidente da Mesa disse que acha que o vereador Edivan se equivocou, no que diz respeito aos gastos com o próximo Presidente, duzentos e poucos mil, não chega nem a metade disso, no mandato de dois anos com o próximo Presidente. O vereador Adenir cumprimentou a todos e disse que veio a tribuna somente para deixar registrado, pois tem muitas mães que não estão entendendo como será a formatura dos CEIs. Agora limitaram, vai o pai, a mãe e o aluno. Imagine os pais, que tem um filho menor do que o formando. Eles não entendem que tem que ficar em casa. Pediu a pessoa, ou a pasta competente, que reveja o mínimo, que deixe as mães levarem as crianças menores de idade. Os filhos mais velhos, maiores do que o formando irão entender que não tem como ir. Mas o menor está esperando para ver o irmão se formar. Não vê o porque não deixarem as famílias levarem estas crianças junto. É um pedido que faz, gostaria de ter uma resposta o quanto antes, a Formatura é dia 13.12 e não entende o porque barrar as mães de levar seus filhos. A vereadora Rúbia cumprimentou a todos, os ouvintes da emissora, e diz que faz uso deste espaço, rapidamente , até porque tem Formatura do PROERD, mas considera bem importante que mais uma vez voltem a falar deste assunto. O vereador Edivan não se encontra nesta casa como de hábito, toda vez que iniciam nossas falas ele se retira, e para que todos saibam, na semana passada tiveram a presença da representante do Ministério Público a Dra: Roberta e este vereador ficou até o final. Muito lhe chamou a atenção de ele ter permanecido aqui, mas conhecendo um pouco do caráter deste vereador, lhe parece normal. A sensação que tem é de que é um lobo na pele de cordeiro. Colocou mais uma vez e espera que esta seja a última, ou uma das últimas, com relação aos seu posicionamento com relação ao cargo de Assessor Jurídico, especifico para a Mesa Diretora. Que já falaram na semana passada a questão da contratação, da necessidade, da importância, e acredita que possam dizer hoje da urgência em termos deste cargo aqui. Que como vereadora precisam de um atendimento mais direcionado para as questões que a população nos cobra diariamente. As dúvidas são freqüentes, e na maioria das vezes não tem o conhecimento necessário e correto, com respeito a responsabilidades, legalidade e até mesmo moralidade de muitos atos da administração. Volta a dizer para a população que tem dois ou três vereadores tentando distorcer a criação deste cargo, que na verdade é uma grande preocupação e medo de ter um assessor jurídico direcionado para estas questões pontuais que tem trazido a esta casa. Disse mais uma vez que querem saber do controle de frota, querem saber o quanto foi gasto com o conserto de máquinas, de veículos, querem saber, porque esta administração não deu continuidade a acessibilidade no município. Querem saber inúmeras coisas. É por isso que precisam de um Assessor Jurídico, para que ele nos oriente, porque lhe parece que se um simples Pedido de Informação, vem respondido em duas ou três linhas, não só na forma de descaso, acha que estão sendo tratados como palhaços. Que em nenhum pedido de informação conseguiu obter uma resposta que lhe levasse a saber de fato o que o Executivo vem realizando, então isso muito a preocupa.E acredita que boa parte da população também tenha entendido esta criação deste cargo de Assessor Jurídico, com os mesmos olhos que sua bancada. Já se falou que teremos a última reunião deste legislativo neste ano. A eleição ao cargo de Presidente, ainda não tem certeza quem será o eleito, se vai ser uma vereadora, ou vai ser um vereador, mas o que já conseguiram sentir aqui, é que já existe um grande jogo de interesses por traz de tudo isso, o qual a preocupa ainda mais. Final do ano está chegando e teriam que estar com espírito diferente. Não precisam iniciar 2019 da mesma forma que estão encerrando 2018. Poderiam ao menos se tratar com respeito aqui nesta casa. Já que não tiveram durante todo ano, Que tivessem na próxima semana que é a eleição do cargo do novo Presidente, que tivessem o mínimo de respeito. Respeito com os nossos vereadores, respeito com sua bancada, e realmente espera que isso aconteça. Convidou a todos para se fazerem presentes na próxima sessão, tendo em vista que é uma data importante ao legislativo, é eleição de Presidente, o qual deverá permanecer no cargo nos próximos dois anos, se assim desejar e que a população possa comparecer aqui. Que são em nove vereadores, já tem seu posicionamento muito claro de quem são, o que querem, defenderão aquilo que acreditam ser correto, e querem continuar agindo desta forma. O que não podem admitir são, vereadores que vem aqui, que vestem uma carapuça e querem transparecer, querem lá fora aparecer de outra forma para a sociedade, por isso pensa que a população deve vir aqui sempre. O vereador Júlio disse que não iria fazer uso deste espaço, porque precisará de mais tempo, para trazer assuntos importantes a população, e sobre a eleição para Presidente desta casa, ainda não sabem quem será o novo Presidente ou a nova Presidente desta casa, sabe que o Marcelo já colocou seu nome a disposição para Presidente, e disse que as pessoas tem que se respeitar como bem falou a vereadora Rúbia, mas dias atrás o vereador Marcelo assumiu a Presidência desta casa, e lhe parabenizaram, fizeram alguns elogios, e alguns de seus colegas vieram aqui nesta tribuna dizer que estavam querendo te trazer para o nosso lado, ou te puxar o saco, e não é nada disso. É porque respeitam o mesmo, conhecem seu trabalho aqui, e se o mesmo for o novo Presidente desta casa, com certeza terão alguma relação que com os outros não consegue ter. A vereadora Milena, cumprimentou a todas as pessoas presentes, e atendendo pedido dos moradores de Linha Liberato Dona Elizabete Siqueira, para que sejam feitos melhoramentos nas estradas naquela localidade. Outro pedido é da Dona Laura de Siqueira de Oliveira que reside lá a setenta e um anos, e que seja na medida do possível, que esta Indicação vão fazer formalmente, é construir uma ponte sobre o Rio Liberato, onde em dias de chuva as famílias que lá residem, do outro lado do rio, não conseguem se deslocar, não conseguem vir a cidade, que é uma comunidade bem distante da sede do município , depende muitas vezes de taxi, carros da saúde, e que de um pouco mais de condições dignas, àquelas famílias. Que quando falam aqui em estradas intransitáveis, relatam o que os moradores passam para nós. O vereador relatou que devemos conhecer as estradas, só uma resposta ao vereador, que se ele anda muito no município, também tem andado muito nos últimos dias, e não é como o vereador relata aqui, isso já cansou de falar. Que na semana passada tiveram a presença da DD. Promotora de Justiça da Comarca de Ponte Serrada, e muito a surpreendeu, porque pelo menos demonstrou ter educação o vereador, o vereador Edivan Panizzi permaneceu na sessão. No dia de hoje saiu após usar sua palavra, e não ficou até o término. Quanto ao Assessor Jurídico, quem for o novo ou a nova Presidente, acha que tem que avaliar, é necessário, precisam ter sim com todo o respeito que tem com o Dr. Eduardo, sabe de sua capacidade, sabe que é um grande profissional, mas é um cargo que vem a somar nesta casa, não vem gastar duzentos mil reais, isso é mentira, as contas foram feitas para distorcer todos os fatos, e talvez levar o nome de má fé da Mesa Diretora a sociedade. Como bem foi falado aqui, quem não deve, não teme. Que este assessor vem para ajudar, para somar, o Portal da Transparência em momentos aí que estamos em momento de economia, ainda tem servidor em Decreto tendo nomeação com gratificação. Que isso o chama muito a atenção, mas tudo isso a população deve ficar bem atenta. Enquanto isso a população deve continuar procurando, que estão sempre a servir. O Presidente da Mesa, até para explicar as pessoas que chegaram posterior o início da reunião, que aprovaram o Projeto de Lei do Orçamento Anual para 2019, e outro Projeto uma ratificação em um contrato que o município já tem, um Programa que adquiriu a longa data. Que até é um assunto vencido, mas pela última vez quer frisar a respeito da contratação do Assessor Jurídico desta casa. A Resolução foi aprovada, mas ainda não foi contratado, que será presidente por somente mais uma sessão, posterior a esta sessão, ao menos se tiver alguma reunião extraordinária, ou senão o próximo presidente que irá decidir, se irá contratar ou não, mas acha de muita importância sim, a contratação deste assessor aqui para esta casa, e como disse, até usando as palavras do vereador Edivan de que quem não deve, não teme, então não vê o porque se não deve, tamanha preocupação com a contratação deste novo assessor. Que o mesmo sugeriu a contratação de um técnico agrícola ou um engenheiro agrônomo, e ficou até espantado, surpreso, porque hoje votaram nesta casa a estimativa de despesa do Executivo para o ano de 2019, de R$ 32.000.000,00. Que nem sabe calcular o montante que dá, se fosse dinheiro vivo para se dizer. E será que a câmara de vereadores com um orçamento de dois ou três por cento deste valor, a câmara de vereadores que terá que pagar um engenheiro ou um técnico agrícola? Acha que o vereador se equivoca, e acha que fica até chato, feio para a administração, o vereador vir aqui e pedir para o Legislativo, para contratar um técnico agrícola ou um engenheiro agrônomo com um orçamento de R$ 32.000.000,00 para 2019. Espera que seja a última vez que fale deste assunto, e que cada vereador se conscientize, com toda forma que quis, mas respeitem a decisão da maioria e respeitem a decisão do novo presidente. Nada mais a ser tratado, e nenhum outro vereador escrito na Palavra Livre, o Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente reunião na qual Eu Tânia Maria Frighetto, redigi a presente Ata lavrada nos termos do Art. 104 da Resolução nº CM 019/90 de 14.12.1990, que após lida e aprovada será assinada pela Mesa Diretora.

APROVADA EM 10.12.2018

PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE

1º SECRETÁRIO 2º SECRETÁRIO


Publicado em: 18/02/2019
Acessos: 42
Publicado por: Tânia Maria
Facebook Twitter Google+ Addthis