CÂMARA MUNICIPAL DE Ponte Serrada - SC

ATA Nº CM 040/2017

Aos treze dias do mês de Novembro de dois mil e dezessete, às dezenove horas, nas dependências do Legislativo Municipal, reuniram-se os senhores vereadores para reunião Ordinária da Primeira Sessão Legislativa, da Décima Quinta Legislatura da Câmara Municipal de Vereadores, com a presença dos seguintes membros: Abel Conrado, Adenir Freitas, Edivan Antonio Panizzi, Evandro Pavan, Julio Cesar Páglia, Marcelo Tadeu Wrubel, Milena Aparecida da Silva, Rúbia Caroline Wrubel e Gilson Damaceno Presidente da Mesa, que cumprimentou a todos os presentes, e sob a proteção de Deus, declarou aberta a sessão, convidando o vereador Adenir para proferir a leitura de trecho da Bíblia Sagrada, prosseguindo com a leitura da Ata da reunião anterior, aprovada por unanimidade. Após fez-se a leitura do Expediente do Dia, sendo: Indicação nº CM BP AFFD 038/2017 - AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE BALANÇA, Indicação nº CM BP AFFD 039/2017 - ATENDIMENTO MÉDICO e Indicação nº CM BP AFFD 040/2017 - MELHORIA EM ESTRADA MUNICIPAL, apresentadas pelo Bloco Parlamentar a Força que Faz a Diferença. Ofício a ser encaminhado a órgãos do Estado, solicitando a destinação de novos Praças para a Policia Militar de Ponte Serrada. Requerimento da vereadora Rúbia Caroline Wrubel solicitando a liberação de diárias para participação do curso LEI ANTICORRUPÇÃO - ASPECTOS RELEVANTES ÀS CÂMARAS MUNICIPAIS E PREFEITURAS MUNICIPAIS, que será realizado em Florianópolis no período de 21 à 24 de Novembro de 2017, bem como a indenização de despesas com deslocamento, conforme Art. 4º da Resolução nº CM 060/2016. Requerimento do vereador Julio Cesar Páglia solicitando a liberação de diárias para viagem a Brasília nos dias 20,21,22 e 23 de novembro, para reuniões técnicas no Ministério da Educação, junto ao FNDE, acompanhamento de projetos junto ao Ministério das Cidades e Ministério da Integração Social e participar de reuniões com Deputados Federais e Senadores do Estado de Santa Catarina, bem como a indenização de despesas com passagens aéreas, conforme Art. 4º da Resolução nº CM 060/2016. Passando a Ordem do Dia, com a presença de todos os senhores vereadores, o Presidente colocou em discussão para 2ª Votação Projeto de Lei nº 021/2017 - DISPÕE SOBRE AS DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO DA LEI ORÇAMENTÁRIA DO MUNICÍPIO, PARA O EXERCÍCIO DE 2018 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS, o vereador Evandro disse que este projeto já foi em discussão na semana passada, que são metas da administração municipal para 2018, que são apreciadas por esta casa e posteriormente será votado o orçamento detalhadamente, para todas as áreas e todas as secretarias. Pediu o voto favorável de todos. Nada mais foi comentado, aprovando-se por unanimidade em 2ª Votação. Deliberado pelo plenário, dispensou-se a Votação em Redação Final ao referido projeto de Lei. Em discussão Indicação nº CM BP AFFD 038/2017, a vereadora Milena disse que procurada pelos moradores da comunidade de Baia Baixa, apresentam esta indicação, para que seja adquirida uma balança para pesagem de animais, sugerem que esta balança seja instalada na comunidade de Baia Baixa, com a intenção de centralizar para que as comunidades próximas também possam usufruir, deste serviço, evitando o deslocamento até as cooperativas que dispõe desta balança, onde os produtores perdem muito, se deslocando até a cidade para comercializar o gado. Que é um anseio daquela e de outras comunidades a muito tempo, então que na medida do possível e na forma legal, que seja adquirida esta balança. Que conversava com alguns agricultores da comunidade, que é uma promessa de campanha política, então que seja mais uma vez cumprida, entendendo que este pedido é viável e necessário, pois atenderá um número considerável de produtores, que são responsáveis por mais de sessenta por cento da arrecadação. Espera contar com o atendimento pelo Poder Executivo, que esta casa está fazendo sua parte. Nada mais foi discutido, aprovando-se por unanimidade a indicação. Em discussão Indicação nº CM BP AFFD 039/2017, a vereadora Milena disse que o atendimento médico também é um anseio das comunidades de Baia Baixa, São Lourenço, Linha Maier, Linha Fátima, São Valentim. Que em visita a famílias daquela região, solicitaram que fosse viabilizado o atendimento médico na comunidade de Baia Baixa, para atender também as comunidades dos arredores. Que hoje os mesmos tem que se deslocar a comunidade de Bela Vista. Tem que subir para tirar a ficha, depois tem que vir novamente para serem atendidos. Se necessário fazer exames, tem que subir novamente para coletar material, vir novamente para mostrar o exame, então acaba em correria desnecessária. Que a vida do produtor rural é agitada, não tem muito tempo nem mesmo para cuidar da saúde. Que seja disponibilizado um médico uma vez por semana, fazendo um remanejamento entre eles, para atender a esta comunidade e outras que são distantes da sede. O Presidente passou a direção dos trabalhos ao vice para discutir esta indicação, e endossou as palavras da vereadora Milena e dos que subscreveram a indicação, pois é muito importante que seja uma vez por semana ou a cada quinze dias, pois são sabedores, dos trabalhos que os agricultores tem e das dificuldades para se fazer uma consulta. Sabem que o agricultor só vem ao posto de saúde buscar atendimento, em últimos casos, pois com pouca dor ou uma gripe o mesmo está lá trabalhando, para dar sustento a sua família, e também atender as pessoas da cidade. Que é de extrema importância que possam estar fazendo um revezamento como a vereadora expôs, também fazer um atendimento odontológico se assim tiver condições, seria de grande importância. Parabenizou a indicação que foi apresentada para aquisição de uma balança, pois é de um pequeno valor, mas que trará muita comodidade aos produtores daquelas comunidades. Pois muitas vezes os compradores adquirem uma ou duas cabeças e tem que vir até a cidade para fazer a pesagem, ou calcular por alto. Reforçou a indicação e pediu que o Poder Executivo, olhe com bons olhos esta indicação que é de um pequeno valor, mas de grande importância aos mesmos. Nada mais comentou-se, aprovando-se por unanimidade a indicação. Em discussão Indicação nº CM BP AFFD 040/2017, o vereador Adenir, disse que apresentam esta indicação, para que o Poder Executivo Municipal, através da Secretaria competente, proceda o cascalhamento e patrolamento na estrada da Linha Derrubada, que acessa as propriedades das famílias Ampezzo, Morás, Testa, Gomes e Acunha. Que esta estrada está intransitável, necessitando com urgência que seja cascalhada e patrolada a fim de dar condições de trafegabilidade aos produtores para escoamento da produção e outras atividades agrícolas. Que este pedido, não quer se tornar repetitivo, mas se não está enganado, no dia 16 de outubro, comentou aqui, que precisava recuperar a estrada da Linha Alegre, que estava intransitável, e um vereador lhe passou a informação que no momento que fizesse a 25 de Maio, Derrubada, Serra da Paca e CTG, iriam para a estrada de Linha Alegre I e II, Baia Baixa, o que estranha é que estes moradores o procuraram para indicar melhorias para a estrada de Derrubada. Não sabe se foi feita, mas acredita que em trinta dias, não poderia estar do estado que a mesma se encontra. Não fica bem dizer que o vereador pede para a Linha Alegre , e dali trinta dias, volta de novo do lado contrário onde estão as máquinas. Se esta estrada foi feita na época que comentou, de repente a chuva acabou estragando, acredita que não passou, mas se passou teria que voltar, pois dizem que não tem como transitar. Tem as lavouras dos senhores Celso Páglia e Natal Morás, sem contar que tem moradores sofrendo com esta estrada. Gostaria que lhe informassem melhor o que aconteceu, e pediu o voto favorável de todos, pois entende que tem que dar boas condições de trafegabilidade aos agricultores, pois e deles que sai a maior renda de nosso município. Nada mais foi discutido, aprovando-se por unanimidade a indicação. Na sequência o Presidente da Mesa convocou a todos os senhores vereadores para que no dia 14 a partir das 19,00 horas, se façam presentes em uma reunião Extraordinária para deliberação dos Projetos de Lei nº Projeto de Lei nº 027/2017 - DISPÕE SOBRE A INSTITUIÇÃO DE CONCURSO NATALINO NO MUNICÍPIO DE PONTE SERRADA, CONFORME ESPECIFICA e Projeto de Lei nº 028/2017 - AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A FIRMAR TERMO DE CESSÃO DE USO DE ESPAÇO PÚBLICO, PRECÁRIO E COM PRAZO DETERMINADO, COM O CENTRO DE TRADIÇÕES GAÚCHAS POUSO DOS TROPEIROS - CTG, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Escrito na palavra livre, o vereador Edivan, cumprimentou a todos os presentes, e que faz uso do espaço para trazer algumas informações da Secretaria Municipal de Educação, e de ante mão, deixou sua opinião e posição, embora alguns munícipes não concordam, mas sua posição é favorável ao zoneamento que hora está sendo estudado e efetivado pela Secretaria, e em seu entendimento isso vai trazer igualdade a todos. Que a secretaria está trabalhando neste sentido, em alguns casos excepcionais, serão analisados e corrigidos, citou a questão de pequenos alunos oriundos do interior, que são em torno de três a cinco crianças, e pelo zoneamento em si terão que vir na aula no período matutino, o que a secretaria entende que vai gerar um desconforto para as crianças e para as famílias, então estas crianças serão realocadas em períodos vespertinos, e nas creches mais próximas de suas residências. Que o Brasil, o Estado e os municípios, tem seu plano de educação, e foi aprovado aqui em 2015, o Plano Municipal de Educação. Esse plano, tem 236 estratégias e 20 metas globais para serem atendidas até 2025. É necessário para que possam atingir a maioria destas metas e estratégias, tem que começar a fazer algumas, tirar o plano do papel. Uma das metas é a universalização da educação infantil, é considerada um dos piores desafios para os gestores atingirem, isso está no nosso plano. E estão começando a tentar a caminhar também neste sentido. Que é favorável ao zoneamento porque não tem creche melhor ou pior, a qualidade de ensino obrigatoriamente tem que ser a mesma em todas as creches, há diferença em espaço físico, mas a qualidade de ensino não pode ser inferior. Que mesmo trabalhando no centro da cidade, seu filho freqüentou a creche do Bairro Cascatinha. Cumpriu com o regulamento, valorizou sua creche. Entende que a Secretaria esteja fazendo este zoneamento, até porque, é preciso saber qual é a demanda de cada uma destas zonas, precisam saber se no Cascatinha , por exemplo, precisam ampliar as vagas, como também precisam saber em outros bairros, se existe demanda ou não. Essa idéia do município é para melhorar, é para dar um passo adiante para atingir os objetivos destas metas que foram elencadas no Plano Municipal de Educação, e que foi feito em 2015. Que hoje tem de 4 a 5 anos, 326 crianças, e tem matriculadas 302. Faltam 25 crianças para conseguirem colocar dentro destas creches, e a secretaria está trabalhando para que cheguem a cem por cento, da mesma forma as crianças de idade do maternal que vão de zero a três anos de idade, tem hoje no município 628 crianças , matriculas 332. São 296 crianças que ainda não estão matriculadas. É preciso que estas crianças se matriculem dentro de sua respectiva região, para que a secretaria possa se organizar e fazer com que cada região possa atender a sua demanda. Haverão casos excepcionais, mas para serem realocados, é preciso que se matriculem onde residem. Assim a secretaria conseguirá fazer um trabalho que possa atingir a todos. Encerrando o tempo, o Presidente sugeriu que o mesmo continue na próxima sessão, pois haverão muitas discussões, pois há interesses de ambos os grupos, uns favoráveis, uns contrários. Escrito na palavra livre o vereador Abel cumprimentou a todos os presentes, e parabenizou a comunidade do Bairro COHAB, pela grandiosa festa realizada no dia 12 de novembro e em nome da Diretoria agradeceu a todos que participaram e colaboraram. Parabenizou também a comunidade de Linha Alegre pela promoção do dia 11. Convidou a todos em nome do Patrão do CTG , senhor Chrystian Cagliari, para o Baile no dia 18 de novembro no CTG Pouso dos Tropeiros. Convidou a todos para uma grandiosa festa na comunidade de Baia Baixa no dia 19.11.2017. O vereador Evandro usou da palavra, e sobre o zoneamento questionado pelos vereadores na semana passada, e conforme as colocações do vereador Edivan, não está sendo feito apenas por uma pessoa, e sim a longo prazo, com metas que o município tem que cumprir, e sua opinião é a mesma já colocada. É uma forma de dar igualdade a todas as famílias do município que usufruem das creches. Concorda com a vereadora Milena que o zoneamento está virado numa zona, também a vereadora Rúbia, citou, mas entende que vivem em uma sociedade e tem que obedecer regras, zoneamento é uma regra, como a questão da secretaria da saúde, e também se adaptam. Tem questões levantadas na última sessão, de um pai que trabalha e queria que seu filho estudasse próximo ao seu trabalho. Também não concorda como o Presidente falou, que não viu ninguém falar bem do zoneamento, se o mesmo pegar a noticia da reunião passada que foi levada ao Portal Oeste Mais, vai notar que tem pessoas que defendem, e também é um defensor, porque se coloca como pai de aluno. Exemplificou que matriculou sua filha em um CEI, e por não adaptação, teve que trocar, e hoje esta freqüentando a creche mais próxima. Se estivesse levando no Bairro Cascatinha por adaptação, estaria tirando uma vaga das crianças daquele bairro, tendo que levar em outra creche. Que não há vagas em todas as creches em todos os períodos, é variável. Tem algumas creches em alguns períodos que não há vagas. Tem que analisar os dois lados. Tem pessoas que moram aqui a oito ou nove anos, e só agora conseguem matricular seus filhos próximos de casa. Que cobrou da responsável da Educação a questão de alguns pais preferirem levar seus filhos próximo ao trabalho, havendo vagas, se abre exceções. Mas como foi explicado pelo vereador Evandro o zoneamento vem de outras esferas o que está se tentando cumprir. Pois esta é uma das 226 metas que terão que ser cumpridas. Sobre a questão da AMAI, vários municípios do porte de Ponte Serrada, tem o zoneamento, como Abelardo Luz, Xanxerê, Xaxim. É uma questão a ser discutida e na próxima segunda feira haverá uma audiência pública para ser discutida com os pais a respeito deste assunto. O vereador Julio cumprimentou a todos os presentes, e disse que hoje iniciou-se o asfalto na Rua Madre Maria Theodora , próximo ao trevo principal. Que em seu ponto de vista, era necessário, que no Bairro Cascatinha, se preocupa com o andamento dos trabalhos da CASAN, que o prefeito teve uma reunião com o Superintendente para que seja agilizado e assim concluírem o asfalto onde foi iniciado. Também que estão trabalhando para que seja feito e cumprido, é que cada bairro da cidade, tenha pelo menos uma rua contemplada, ou algum retorno feito de asfalto. Que com muito trabalho estão indo pleitear junto aos deputados, onde estão garantindo que estes recursos venham ao município, para que possam contemplar cada bairro. Disse que saiu a licitação para a cobertura do Complexo Esportivo Pedro Domingos Bortolaz, onde a empresa ganhadora foi o Malaghutti, e até o final do ano acredita que tenha se concluído a obra. Que o piso do Ginásio de Esportes Jorge Konder Bornhausen, não está em condições de uso, mas em breve, ainda este ano, será concluído, dando condições de uso. Agradeceu a todos os organizadores pela Festa na comunidade de Linha Alegre no sábado, com mais de 400 pessoas presentes. Também a Festa de Baia Alta, que não pode estar presente, mas cumprimentou a todos. Mais voltou a falar sobre sua preocupação com a BR 282, trevo do Berviam, que mais uma vez aconteceu o acidente no local. Acredita que o Poder Executivo esteja tomando algumas providências, para que no mínimo se coloque uma lombada eletrônica, para tentar evitar acidentes que prejudiquem as pessoas. A vereadora Rúbia cumprimentou a todos, em nome da Diretoria, reforçou o convite para o grande almoço na comunidade de Baia Baixa. Lembrou também que a comunidade de Baia Baixa merece os dois pedidos que foram apresentados por sua bancada, tanto para a balança como para o atendimento médico, que beneficiará também as comunidades vizinhas. E que não fique só na promessa política, que possa sair do papel, e que logo estas comunidades possam ser contempladas com o atendimento médico. Sobre o zoneamento que mais uma vez foi citado, acredita que é um assunto polêmico, opiniões divergem, e não separaria por bloco, é mais uma opinião pessoal, admite que neste ponto falte um entendimento para a casa legislativa, que é de extrema importância a audiência pública, com pessoas especializadas, com técnicos que realmente entendem deste assunto, para que seja um debate amplo, envolvendo a sociedade para que coloquem sua opinião, os pais, e todos que trabalham na educação, porque foge um pouco da compreensão desta casa. Que as vezes defendem um lado, algumas pessoas defendem outro lado, mas entende ser importante e salutar ao município que seja discutido a nível de sociedade. Que seja realizada esta audiência pública. Se é para o bem do município, e se todos os assuntos fossem debatidos com audiência pública, teriam uma sociedade diferente. Talvez tivessem um Executivo e Legislativo diferente, e quando a sociedade cobra é diferente. É importante a participação da sociedade nas reuniões. Acredita que vai ser de grande importância e que chegarão a um consenso comum, atendendo o interesse social, coletivo, o qual é a finalidade do Executivo. A vereadora Milena cumprimentou a todos os presentes, e solicitou a bancada do governo que levasse a Executivo, pois a alguns dias apresentaram uma indicação, para que fosse espalhado o calcário na propriedade do senhor Victor Fogaça, onde o mesmo ainda não foi atendido. Que já foram feitos alguns serviços de tubulação para que as máquinas pudessem passar, mas até agora ainda não foram espalhar este calcário, atrasando suas atividades agrícolas. Que todos os agricultores já foram atendidos, menos ele. Que foram lá em dia de chuva, o mesmo pediu para voltar em dia de sol. Que esta semana tem tempo bom, e espera que a secretaria competente atenda, tem trator bem equipado, então pede que façam este serviço o mais breve possível. Sobre a questão do zoneamento, que na semana passada foi dito que o zoneamento está se tornando uma zona, é ouvindo os pais, todos os dias. Hoje mais uma mãe lhe procurou, é um assunto com várias opiniões que divergem. Sua opinião é que o município de Ponte Serrada não precisaria estar passando por isso neste momento, até porque não é obrigatório, conforme diz a LDB Lei de Diretrizes e Bases da Educação, Lei nº 9394/96 .Art. 4º. A lei é nacional, a regra é só para o município de Ponte Serrada talvez, que pode estar enganada, mas Xanxerê tentou fazer e não deu certo. Passos Maia, a demanda é pequena. Que é importantíssimo a audiência pública na segunda feira, quer convidar todos os senhores pais. Que na Lei citada, em seu Art. 4ºdiz: a vaga na escola pública de educação, infantil ou de ensino fundamental mais próxima de sua residência a toda criança a partir do dia em que completar quatro anos de idade. Segundo a lei, não é obrigatório o zoneamento, é o que diz a LDB. Que seja revisto, alguns casos específicos como exemplo, talvez não está se deixando de abrir mais turmas? Ou de desdobrar as turmas? É esta a questão. Como o Presidente já questionou que nesta audiência pública, também se levante esta questão, do que porque nosso município não tem uma secretária nomeada. Participará da Audiência Pública e será uma das questões levantadas neste dia. O Presidente da Mesa parabenizou a Policia Militar na postura do PM Moacir Acunha , um excelente cidadão e policial, onde está reativando o CONSEG, o qual é muito importante, que traz junto com os membros natos que são a policia civil, militar, pessoas da sociedade, idôneas que também vão dar opiniões e ajudar no suporte no que diz respeito a segurança de nosso município. Que tiveram uma reunião nesta casa legislativa, a qual ficou definido que os vereadores estariam oficiando as autoridades competentes em órgãos estaduais, para que possam ter na próxima turma de formandos da Policia Militar alguns cedidos ao nosso município. Sabem que a demanda de crimes em nosso município é muito grande, os policiais que atendem em nosso município muitas vezes fazem milagres para conseguir dar conforto e segurança, a todas as pessoas de nossa cidade. Hoje são seis efetivos em nosso município, em Irani tem treze, mas é de muita importância que venham mais policiais para nossa cidade. Fez um apelo aos vereadores que tiverem contato com seus deputados que façam este pedido para que agora no final do ano, sejam destinados mais praças ao nosso município, pois se não conseguir agora, é muito pouco provável que se tenha mais uma turma se formando. Parabenizou também o senhor Josmar de Almeida , Presidente do CONSEG. Colocou, que por uma decisão judicial, a dentista que trabalhava por 40 horas no posto de saúde de Baia Alta, hoje atende apenas 20,00 horas, e na parte da tarde não está tendo dentista naquela comunidade. Que é uma comunidade grande, com uma boa demanda, e pelo que tem informações já estão marcando dentista para ano que vem, e tem casos que não se pode esperar. Adiantou a Secretaria de Saúde, que veja a possibilidade de estar aumentando a carga horária de um dentista, ou que façam um rodizio para atender dois ou três dias por semana na Baia Alta, diminuiria esta fila e este tempo de espera para estas pessoas. Quanto ao zoneamento, disse que ainda é contrário, embora tenha solicitado que trouxessem informações, ou que fizessem uma audiência pública, a qual vai ser feita na próxima segunda feira, a partir das 20.00 horas, a qual convidou a todos os interessados, que se façam presentes no Colégio Antonio Páglia. Que na oportunidade falou que não tinha ouvido ninguém falar que era a favor do zoneamento, e ouviu no Oeste Mais algumas pessoas se posicionaram favoráveis. Mas o posicionamento de algumas estava errado porque elas não sabiam do seu direito, porque elas tem o direito de matricular o seu filho na escola mais próxima de sua residência, isso já está garantido, na Lei 9394/96 é claro. E que se algumas tiveram dificuldade em matricular próximo de sua casa, foi falha da gestão, da forma que foi feita a matricula, que não ofereceu esta segurança, este direito, as pessoas que tinham de matricular os filhos próximo de suas casas. Acha que talvez poderia fazer um primeiro chamamento das pessoas próximas, posterior a isso, não tendo suprido todas as vagas daquela creche, oferecer para as pessoas dos demais bairros, onde os pais tenham uma comodidade maior para levar seus filhos. Algumas pessoas entendem que da forma que está, tira o direito de matricular ou perder a vaga próximo de casa, mas não. È uma falta de organização, da secretaria de educação estar oferecendo esta vaga a pessoas que são residentes próximo a determinada creche, é de direito delas. Se não for oferecida esta vaga, que vão ao ministério público, ou na Secretaria de Educação, que foi mau gerido a forma de matrícula. Que irá participar da audiência pública, e que fará muitos indagamentos, até pelo fato de ter falado que não havia nem um município da AMAI que tinha o zoneamento, pelo que a ex secretária de educação comentou, que Xanxerê tentou adotar e não deu certo. Que hoje eles fazem o zoneamento somente para o transporte, e acha que existe muito mais pontos a se cumprir, não é somente o zoneamento, para atingir a meta do PME. Parabenizou a todos os professores e orientadores de nosso município que se empenham diretamente na Secretaria de educação, para que estas metas sejam alcançadas e não acredita que dentro de todas estas metas esteja o zoneamento. Existem várias metas a serem cumpridas e talvez a responsável entenda que para cumprir todas as metas o zoneamento seja necessário, mas acha muito bom levar esta discussão, a esta Audiência Pública a todos os pais e as pessoas para que tenham mais conhecimento sobre a educação. Comunicou aos atletas de nosso município, que esteve conversando com o prefeito, até por algumas pessoas que participam do campeonato municipal de campo, terem reclamado da forma que estaria sendo distribuída a premiação das inscrições. Que existe uma cobrança de inscrição de todos os times para participarem dos campeonatos, hoje está em andamento o campeonato de futebol suíço de todo município, e que no inicio foi dito pela responsável da educação, que setenta por cento do recurso arrecadado seria destinado a premiação e trinta por cento ficaria então ao município, para custear arbitragem e outros. Que conversando com o prefeito, pois é uma prática que nunca tinha sido adotada, ele assegurou que no mínimo noventa por cento, destes recursos reverterá aos times, o qual acha de extrema importância, pois quem participa sabe dos gastos que tem com uniformes e outros, material da prática de esporte que não é barato. E muitas vezes o time não consegue pagar as inscrições e comprar os uniformes. Avisou aos atletas que noventa por cento será destinado para premiação, pois teria que ser destinado os cem por cento, revertido aos atletas. Pois acha que a arbitragem e outros deve ser arcado pelo município como sempre foi feito. Que foi uma técnica adotada erroneamente, mas que bom que o prefeito tenha este entendimento e mudou, e torce para que até o final do campeonato reverta em cem por cento. Nada mais a ser tratado, e nenhum outro vereador escrito na Palavra Livre, o Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente reunião na qual Eu Tânia Maria Frighetto, redigi a presente Ata lavrada nos termos do Art. 104 da Resolução nº CM 019/90 de 14.12.1990, que após lida e aprovada será assinada pela Mesa Diretora.

APROVADA EM 14.11.2017

PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE

1º SECRETÁRIO 2º SECRETÁRIO

Publicado em: 22/11/2017
Acessos: 96
Publicado por: Tânia Maria
Facebook Twitter Google+ Addthis