CÂMARA MUNICIPAL DE Ponte Serrada - SC

ATA Nº CM 020/2018

Aos vinte e cinco dias do mês de Junho de dois mil e dezoito, às dezenove horas, nas dependências do Legislativo Municipal, reuniram-se os senhores vereadores para reunião Ordinária da Primeira Sessão Legislativa, da Décima Quinta Legislatura da Câmara Municipal de Vereadores, com a presença dos seguintes membros: Adenir Freitas, Edivan Antonio Panizzi, Evandro Pavan, Julio Cesar Páglia, Marcelo Tadeu Wrubel, Milena Aparecida da Silva, Olivo Cortellini, Rúbia Caroline Wrubel e Gilson Damaceno Presidente da Mesa, que cumprimentou a todos os presentes, e sob a proteção de Deus, declarou aberta a sessão, convidando o vereador Marcelo para proferir a leitura de trecho da Bíblia Sagrada, prosseguindo com a leitura da Ata da reunião anterior, aprovada por unanimidade. Após fez-se a leitura do Expediente do Dia, sendo: Ofício nº GP 111/2018 encaminhando Projeto de Lei nº 009/2018 - AUTORIZA A RECEBER IMÓVEL POR DOAÇÃO CONFORME ESPECIFICA. Ofício nº 112/2018 solicitando a retirada do Projeto de Lei Complementar nº 002/2018 - ACRESCE E REVOGA DISPOSITIVOS DA LEI COMPLEMENTAR Nº 232/2017 QUE DISPÕE SOBRE A ORGANIZAÇÃO DA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO GOVERNO MUNICIPAL. Convite do CRAS de Ponte Serrada para Ação Social que acontecerá na Praça da Rodoviária no dia 30 de junho de 2018 das 8,00 às 12,00 horas. Ata da reunião realizada com a participação do Prefeito Municipal, representantes do Poder Legislativo e SITESPM. Passando a Ordem do Dia, com a presença de todos os senhores vereadores o Presidente encaminhou às Comissões Projeto de Lei nº 009/2018. Após colocou em discussão para 1ª Votação Projeto de Lei Complementar nº 008/2018 - AUTORIZA O CHEFE DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A REALIZAR ACORDO DE COOPERAÇÃO COM A COOPERATIVA DE PEQUENOS EMPREENDIMENTOS FAMILIARES DE PONTE SERRADA - COPERFAPS, CONFORME ESPECIFICA. O vereador Olivo, explicou que este projeto que o Executivo quer firmar junto a COPERFAPS, é um termo de acordo de Cooperação. Esse acordo não seria a doação em definitivo do imóvel, tendo em vista que tem que fazer as adequações, e se colocar dentro da legalidade para que o município possa fazer a doação posteriormente. Para iniciar o Executivo manda a esta casa, projeto para firmar o acordo de cooperação junto a cooperativa, e logo estando tudo de acordo, conforme se faz necessário, o Executivo fará o termo de doação para a Associação dos Agricultores, que hoje desempenha um bom trabalho, também com a merenda escolar das unidades educacionais, e nada mais justo que pedir o apoio de todos os senhores vereadores para que este termo de cooperação realmente saia, e logo em seguida será feito o termo de doação para a cooperativa fazer o uso deste imóvel, tirando ele do patrimônio de nosso município, porque o município não pode estar explorando casa de comércio, algo semelhante. Desta forma pede o voto favorável de todos os senhores vereadores. Nada mais foi comentado, aprovando-se por unanimidade em 1ª Votação. Deliberado pelo plenário dispensou-se a 2ª Votação, bem como a Votação em Redação Final deste projeto. O Presidente falou que havia o Projeto de Lei que concedia gratificações, o qual gerou um pouco de polêmica, mas o prefeito municipal, em acordo com o Sindicato, retirou o projeto da pauta desta casa, para fazer algumas mudanças e algumas adequações, o qual nas próximas semanas adentrará novamente aqui nesta casa. Escrito na Palavra Livre, o vereador Edivan cumprimentou a todas as pessoas presentes, e citando a Secretária Municipal de Saúde, citou toda a equipe que representa a saúde de nosso município, e deixou claro que a secretária já era conhecedora de algumas diferenças salariais de algumas categorias, especificamente tratando-se da área da saúde, como foi citado aqui na semana passada, as técnicas de enfermagem como exemplo, e que era do conhecimento dela e pode presenciar a preocupação do senhor prefeito a respeito disso para adequação de alguns valores. Enalteceu a pessoa do prefeito Tibe, pois a cada dia que passa o respeitam ainda mais como pessoa, como cidadão e como prefeito. Humilde, sempre aberto ao diálogo, poderia pelo cargo e autoridade que exerce agir de uma ou outra maneira, até mais intransigente, mas sempre fez de forma contrária, ouvindo a sociedade, ouvindo a câmara, ouvindo o funcionalismo, ouvindo o sindicato. Se quisessem aqui na câmara, não chegariam a este ponto, mas em seu entendimento este projeto estaria apto a ser votado, cumprido todos seus prazos regimentais, inclusive sem possibilidade alguma, no seu entendimento de se fazer emendas, por questões de prazo. Mas ainda assim o prefeito como bem dito aqui, o qual estiveram em reunião na tarde de hoje, o vereador Evandro representando sua bancada, e demais vereadores representando a outra bancada, mas entendeu, disse isso ao Sindicato, da situação em retirar o projeto, se adequar algumas situações que devem ser adequadas, e tão breve retornará a esta casa. Disse aos funcionários que fiquem tranqüilos pois não haverá prejuízo nenhum a ninguém, principalmente na questão salarial, e também a população, na questão de prejuízo aos atendimentos, pois todos os serviços correrão normalmente, e este projeto retornará em breve, para que dentro do prazo estipulado pela justiça, possa então ser votado e aprovado. Disse da satisfação que tem como vereador, do quanto batalhou para trazer recursos ao município, e foi sem dúvida alguma a gestão que mais trouxe recursos ao município. Um valor considerável de recursos que já chegaram em nosso município, e como tem dito aqui sempre, desde a primeira reunião do ano passado, que sua bandeira e melhorar a cidade, principalmente na questão pavimentação asfáltica. Que hoje tiveram quatro ou cinco ruas, em quatro ou cinco bairros diferentes de nossa cidade, tendo inicio a pavimentação asfáltica. Quem passou por estes locais pode observar a melhora da auto estima da população, a melhora do visual de nossa cidade, e o interesse que as pessoas tem em melhorar a sua propriedade, em virtude da pavimentação asfáltica. Se dirigiu não só as obras que já começaram, mas teve a oportunidade de na última sexta feira, na ADR de Xanxerê, assinar também como testemunha mais um convênio junto ao estado de Santa Catarina, na ordem de R$ 375.097,66, para pavimentação asfáltica na Rua Julio Coletti. Dentro de poucos dias esta obra irá começar. O valor já foi repassado ao município, agora será licitado, e posteriormente em um pequeno espaço de tempo, terão mais uma rua pavimentada. Que estão melhorando nosso município e é este o objetivo da administração. Escrito na Palavra Livre, o vereador Olivo, agradeceu e parabenizou a fazenda Santa Terezinha que juntamente com a Epagri e Secretaria de Agricultura, pela Festa do Pinhão que foi feita no final de semana. Comentou do trabalho que vem sendo realizado pela Secretaria de Obras, Secretário Berté, recuperação e manutenção das rodovias municipais, o tempo não ajuda muito, mas temos que tentar dar condições para que o homem do campo prossiga seu trabalho, e até agora fazendo a colocação de resíduos asfálticos nas ruas do interior, o que vai resolver quase no total o trabalho da secretaria de obras. Agradeceu e parabenizou o trabalho da Secretária de Saúde, pelo empenho em pleitear junto com o Executivo os dois carros que estão em exposição, onde com estes dois veículos será suprido a necessidade de veículos na secretaria. Enalteceu o trabalho do prefeito municipal onde nesta viagem a Brasília conseguiu recursos para finalizar as obras do Ginásio de Esportes Jorge Konder Bornhausen. Serão reformados desde a cobertura até os vestiários. Que foram investidos em torno de oitenta mil reais na quadra do ginásio. Que o mesmo está se dedicando nas ruas, no esporte, na agricultura. Tomara que continue pois querem ver Ponte Serrada se desenvolver. Pois o que se faz em uma legislatura, não se precisa fazer na próxima. Espera que a Câmara também possa apoiar, na busca de recursos. Que o vereador legisla, fiscaliza, mas pode ir a busca de recursos, mesmo não sendo sua função. O que se trazer ao município, será bem vindo. O vereador Adenir cumprimentou a todas as pessoas presentes, e disse ao vereador que o antecedeu a palavra, e disse que quem não ouvir a rádio, chegará em mensagem também que as fotos vão chegar. E também desta forma, lembram que tem o seu voto para pensar. Tem que pedir as coisas e deixar que o povo analise no dia do voto. A eleição vem e cada um recebe o voto que merece. Que bom que vem asfalto para a rua Julio Coletti, pois também mora nesta rua, mas também disse a quem mora no Bairro Moroso, que é um pedido que fará junto ao prefeito, com sua bancada, que tem que fazer um projeto antes de pedir aos deputados. Que para a Rua Julio Coletti, também já fez pedido junto a seus deputados, como já tinha um projeto em andamento, um valor orçado, vem os recursos e se faz o asfalto. Que bom que o vereador conseguiu esta emenda com o deputado, e disse que deveriam ligar para todas as famílias quando conseguissem uma emenda, como no CRAS por exemplo, e dizer olha o Deputado Comim trouxe R$ 350.000,00 para o CRAS , analisem seu voto, foi nós que conseguimos. Que não faz isso, vai atrás dos recursos, consegue, e nas eleições o povo que analise os vereadores e os candidatos que estão votando. E se for merecedor que de seu voto. Desta forma que vem a esta tribuna hoje, dizer que não é contra o asfalto, mas é contra a forma com que se posicionam. Quem ganhou, quem deixou de ganhar, não importa. A vereadora Rúbia, cumprimentou a todas as pessoas presentes na reunião, a Presidenta do Sindicato dos Servidores, Vânia, que participou da reunião com os servidores, que gostou do seu posicionamento, principalmente quando se referiu da administração passada, do diálogo com o prefeito Duda, e de todas as conquistas e avanços que o Sindicato conseguiu para os servidores em Ponte Serrada. Falou do projeto que foi retirado de forma muito correta do prefeito Tibe, que o mesmo teve postura em retirá-lo, depois de todas as colocações feitas, o Sindicato também teve um postura com o prefeito e fez com que ele agisse com ombridade, retirando este projeto, para que seja refeito, para que ele volte para esta casa de forma decente, de forma justa, de forma moral, e principalmente de forma legal. Ressaltou que tem muitos cargos que merecem, citou alguns nomes, manteve seu posicionamento de todos aqueles que falou, pois os citados ainda recebem pouco perto do que fazem, que estas disparidades nos percentuais devem ser revistas sim, era um outro ponto que os preocupava e os preocupa muito, e principalmente com relação a legalidade. Ficou feliz quando recebeu a notícia de que este projeto foi retirado, e, e espera que ele volte de forma decente para esta casa. Que já colocaram seu posicionamento aqui, acredita que sua bancada seja a favor sim de uma nova lei, de uma reforma administrativa, que venha contemplar e assegurar o direito de gratificação, para todos os funcionários públicos desde que mereçam. Aquilo que falaram na quinta feira, que é o chamado nivelamento. Este sim, faz ser justo vai ser moral e espera que ele venha de forma legal. Que mais uma vez fica surpresa, nem seria, pois é quase que hábito deste vereador falar politicagens aqui neste microfone, mas o chamou a atenção quando um dos vereadores que a antecedeu, falou e citou inclusive o nome do ex prefeito Antoninho, e também do prefeito Tibe, com relação a recursos, e não tomou por surpresa quando este vereador não citou o ex prefeito Duda, na verdade isso é normal, e vindo da boca dele é até bom que tenha pulado o ex prefeito Duda. Porque em termos de recursos, foi sim a administração que menos recebeu. Que tiveram a redução do FPM, redução de muitos recursos, não tiveram emendas, não tiveram apoio de deputados, ao contrário do que estão tendo hoje. Hoje estão aqui toda semana ouvindo que estão vindo recursos de um ou outro deputado, porque tem vereadores trabalhando, tem vereadores se empenhando, estes mesmos vereadores que na administração passada nada fizeram. Trataram a administração do Ex prefeito Duda e do Presidente Gilson, ex, vice, de forma política. Isso o entristece, isso o revolta, e disse que é falta de vergonha na cara. Quem acompanha o programa, sabe, que postura é esta destes vereadores. Lembrou a toda população, aos que aqui estão, que esta bancada que hoje tanto defende a administração, defende o crescimento, defende o desenvolvimento na administração passada impediu que isso pudesse ser feito. E citou a questão do Badesc que enquanto durar seu mandato de vereadora, que espera que seja o último, pois precisam dar oportunidade para as novas cabeças, espera que realmente entrem pessoas novas, pois isso aqui não é para ganhar dinheiro para sempre, é dinheiro do povo. Que o projeto do Badesc foi rejeitado pela maioria dos vereadores que hoje fazem parte da bancada do prefeito, projeto de R$ 1.100.000,00, que vinha para a compra de um novo distrito industrial para o município. Isso sim foi impedir o crescimento, o desenvolvimento, foi atuar de forma rasteira no ex prefeito Duda. Isso o revolta , o indigna e enquanto estiver aqui, vai lembrar sempre a população. Analisem em quem depositam a confiança e o voto, e quem realmente quer o melhor para Ponte Serrada. O vereador Julio cumprimentou as pessoas presentes na reunião, e que muito se fala em recursos para nosso município, acha essencial para o andamento do município e para a vida das pessoas que aqui vivem, sabe que não é a função do vereador ir a busca de recursos, mas acha que nenhum vereador que aqui está, vai se opor a isso. Que aqui todos tem seus representantes, tem seus deputados e estarão pedindo recursos ao município. Disse que entende que é muito mais difícil para a oposição pedir recursos aos seus deputados, que todos os vereadores aqui vão em busca de recursos, parabenizou o PP pelas conquistas que vieram ao município ano passado e neste ano, e sempre o fará. É para o bem de nosso município, são recursos que vem para a nossa população, e parabenizou o vereador Edivan pela busca de recursos que hoje estão sendo investidos em nosso município, é preciso divulgar e as pessoas precisam saber o nome das pessoas que estão ajudando nosso município. Que ano passado em viagem a Brasília com o prefeito municipal, estiveram no Gabinete do Deputado Celso Maldaner, onde trouxeram uma emenda de quinhentos mil reais para serem investidos no Ginásio de Esportes Jorge Konder Bornhausen, onde já foi feita a recuperação da quadra que não estava em condições de uso, e agora estão com projeto na caixa para liberação de mais quinhentos mil reais, que vão ser investidos na recuperação da estrutura, do telhado, na parte dos vestiários, instalação elétrica, então será feito uma reforma geral, para terem um local para realização de eventos, trazerem pessoas de fora do município, o que na gestão passada não tinham. Falou do projeto de lei das gratificações que gerou muitas discussões, mesmo não tendo ido a votação, onde esta casa se fez cheia com a presença de pessoas com interesse deste projeto, porque sabem que são merecedores, que exercem cargos de maior responsabilidade, como é discriminado no projeto. Como bem citou o vereador Evandro, que quando se assume algo de maior responsabilidade, tem que ser melhor remunerado. Como a questão do Presidente da casa, que ganha mais que todos os outros vereadores, porque tem maior responsabilidade. Que não é um projeto político, pois se fosse o Prefeito poderia contratar mais vinte e sete cargos comissionados, mas ele tem certa responsabilidade que não pode ultrapassar determinado número nos salários. Que está com parecer jurídico deste legislativo, sobre o projeto, onde diz que é favorável a aprovação deste projeto, mas mesmo assim o prefeito entendeu em retirar de pauta e modificar, em acordo com o sindicato, que acharam melhor, também entendem, e da forma que vier novamente analisarão e serão favoráveis. O vereador Evandro no uso da palavra, falou que na tarde de hoje como foi lida a ata pela vereadora Milena, que foi feito uma proveitosa reunião, onde estavam presentes a vereadora Milena e o vereador Pavan, também a Presidenta do Sindicato, e mais de quinze funcionários. E nesta pauta de reivindicação, havia: regulamentação da Comissão de Negociação; Aumento do Auxilio Alimentação, Adequação da tabela salarial, Equiparação à Pós - graduação dos servidores, Pagamento das horas excedentes de trabalho, regulamentação da licença para Mandato Classista. Ressaltou a humildade, o diálogo pelo prefeito municipal, e tem certeza que ele atenderá o máximo possível da pauta, e que estará presente nas tratativas desta pauta do funcionalismo, e também se definiu em conjunto da retirada do Projeto de Lei das Gratificações, para alterar a redação do projeto e melhor especificar, e assim esta casa analisar, e ver a questão das funções extras dos funcionários gratificados, para posteriormente, esta casa e os demais funcionários possam fiscalizar. Que a reunião foi proveitosa, não haverá prejuízo ao funcionário, pois se tem um prazo para se adaptar ao projeto, e em breve terão outro projeto aqui mais especificado. Pediu excusas a Presidente do Sindicato, que muitas vezes é questionado na tribuna, e tem que dar respostas. A vereadora falou aqui do Projeto do Badesc, ela mesmo falou aqui na tribuna que o projeto veio para esta casa, e veio errado, e voltou para correção na administração passada, e voltou para esta casa, inclusive com ofício do Prefeito da época , onde o Presidente Gilson respondia interinamente, especificando para o que era, e este projeto foi aprovado. E depois, quem perdeu o tempo foi o Executivo. O Presidente comunicou que nas próximas sessões, nenhum vereador poderá escrever o outro. Porque já existe reclamações no dia de hoje, e é bem corriqueiro, um vereador inscrever o outro e nunca tinha se atido a isso ou chamado a atenção, porque nunca teve reclamação de ninguém. Falou que nas próximas reuniões, até o final da leitura do expediente o vereador tem o tempo para se inscrever, com a própria caligrafia. Para esclarecer o vereador Evandro disse que sua bancada era oposição, mas faziam oposição inteligente. Escrito na palavra Livre o vereador Marcelo disse que já que entraram em uma discussão acirrada, também era vereador no mandato passado, e se for ver suas votações, sua postura, sempre foram favoráveis ao município, e pensando no bem estar da comunidade, independente de partido tem que pensar no município. Que teve muitos atritos com o prefeito Duda, seu amigo particular, mas sempre pensando no bem estar de cada morador de Ponte Serrada. Foi assim no mandato passado está sendo assim neste mandato. Se lembra bem que a câmara estava cheia quando votaram o salário dos funcionários, e manteve seu voto, como agora mantém sua posição, independente de partido, goste ou não goste, não está aqui para fazer discurso para agradar ninguém, e pensa na comunidade. Que o Deputado Valmir Comin falou, ao vir verificar os recursos e a obra, que não tem que pensar em partido. O vereador que o antecedeu falou que fica difícil trazer recursos quando se é oposição, não pensa deste jeito, tem que pensar no município, sua bancada trouxe mais de quinhentos mil reais quando o Comim era Secretário de Assistência Social, logo estará chegando mais um carro no valor de cinqüenta e um mil reais, então cada um tem que pensar no município. É desta forma que seus colegas estão pensando, e agirá assim até o final de seu mandato. Não esteve presente na reunião na quinta feira, que hoje também não pode se fazer presente por um motivo particular, a Presidenta do Sindicato falou que não teria vereador presente, a vereadora Milena falou que a mesma tinha comentado, mas manteve sua posição, não veio na reunião, e as vezes se fala perante as pessoas e tem que cumprir. Como foi falado aqui achou que não teria o porque participar da reunião, a vereadora Milena trouxe o posicionamento do Sindicato, dos funcionários, e é a favor que todos tem direito e é desta forma que irá trabalhar. A vereadora Milena cumprimentou a todas as pessoas presentes, que fica muito feliz com o posicionamento do sindicato em nossa cidade, que teve a felicidade de acompanhar o posicionamento do Sindicato e o avanço no Projeto de Lei nº 002/2018, que não são contra as gratificações e a nenhum servidor que ganha as gratificações, que fique bem claro. Que teve a oportunidade na semana passada, mas sim os preocupava a forma como o projeto estava sendo apresentado. Não tinha no projeto, exemplificando o Dr. Luiz, que é gratificado porque desempenha mais de uma função, A,B,C, e não tinha no projeto. O MP poderia intervir e o servidor ter que devolver este dinheiro, essa era a principal preocupação. Sabe que hoje pelo CNM cada médico pode atender mil habitantes, e se for pesquisar, três médicos são responsáveis por doze mil. Temos a Dra Maria que á paga pelo programa Mais Médicos. Como tem o caso do veterinário que atende o município inteiro sozinho. E tem outros profissionais que são responsáveis por programas fundamentais, pelo andamento do nosso município. Que na reunião foi colocado ao prefeito, que se possível, dar uma enxugada nestas gratificações, e não apresentar o projeto como foi apresentado com chefe do chefe do chefe que ninguém entende quem é o chefe. Que na Secretaria tem o chefe de frota da saúde, mas o que faz o chefe de frota, quem vai ser o chefe de frota? Sabem que o motorista hoje tem o salário baixíssimo, que para ganhar um pouco mais para sustentar sua família, tem que ganhar nos plantões, estar de sobreaviso, também socorrem vidas, estão correndo risco na estrada, é por estas causas. Os chefes de enfermagem foram citados para se ter um salário que realmente merecem. Tudo isso foi reivindicado nesta tarde. Que fica feliz pelo andar, este projeto volta a esta casa, com certeza será aprovado, por todos os vereadores, e assim coerente. O vereador Marcelo falou que teve uma certa polêmica, acredita que os vereadores mais atingidos foram os vereadores Marcelo e Milena, se dirigiu e disse mais uma vez, o que esperar de um grupo político, que estufa o peito para dizer que representa o MDB , não quer generalizar, mas que só sabe fazer isso, e não sabe fazer mais nada a não ser atingir, denegrir, tentar atacar, tentar prejudicar, de alguma forma ou de outra. Que sua família foi muito ofendida nestes últimos dias, tentaram denegrir de todas as formas sua imagem, mas tem um Deus que a protege. Que continuem porque assim foi lá nos vinte e poucos anos atrás, e continua agora, já falou que é de trinta em trinta anos. Pois graças a Deus não tem orgulho nenhum do tal de MDB. Essa casa já fez também, sugestões, passou recursos ao Executivo, que foram destinados para a reforma da Ponte do Bairro São Sebastião, para a APAE de nosso município, as lixeiras, as quais acompanhou a secretaria competente. O Presidente da Mesa cumprimentou a todos os presentes especialmente seu Chico com sua filha, sua neta e sua prima. Mandou um abraço a família Guidini que sempre o acompanha nas terças feiras o programa da câmara pela rádio Nambá que com a mudança para FM atinge um público maior. Disse que nesta noite ouviu todos os pronunciamentos, e que ao longo destes anos como vereador, amadureceu na forma de conduzir e fazer política. Que ouviu o pronunciamento do vereador Edivan, o qual ouviu que sua meta é levar um milhão de recursos em pavimentação asfáltica, que é louvável, se conseguir será muito bem vindo ao nosso município, mas como da oposição que não são base do governo, simplesmente no que diz respeito ao PP que é seu partido, quase chegaram nesta cifra de um milhão de reais trazidos ao nosso município, e são vereadores da oposição. Não estão olhando a sigla, o prefeito ou quem vai levar os louros das obras feitas em nosso município, e sim olhando para a população. A vereadora Rúbia Falou do Projeto do Badesc, exemplificou que a casa legislativa perdeu a oportunidade de levar o progresso ao nosso município, que na oportunidade foram feitos alguns pedidos de informações, e de uma forma malandra, hoje este projeto que foi retirado pelo prefeito, se fossem um pouco malandros, nas últimas reuniões poderiam ter enchido de Pedidos de Informações, feito emendas, e levando para frente até que daqui um pouco, acabasse o prazo que o Ministério Público deu para o município que é de 180 dias. E todos os vereadores tem conhecimento da forma de disponibilidade de recursos, e quando tiveram informação que os recursos do Badesc já tinha se esgotado em todo estado, aí sim foi aprovado. Não havia mais tempo para que o município trouxesse estes recursos. Tem ouvido falar de alguns vereadores, da falta de emprego, da falta de empresas, mas hoje se bater na porta do município uma empresa que necessita de um incentivo, como um terreno para se instalar, hoje nosso município não tem. E aquele projeto de um milhão de reais trazia em seu texto que iria ser aplicado na compra de um novo Distrito Industrial. E sem emprego, sem indústria, nosso município não existe milagre algum a não ser mendigar, bater nas portas dos deputados, para mandar emendas, que são deixadas por nós e depois agradecer tal deputado que mandou cem mil reais. Dinheiro nosso, do povo trabalhador, e infelizmente nossa política é assim. Muitas vezes alguns vereadores com um pouco mais de conhecimento, e usando um pouco mais da malandragem, no que diz respeito ao regimento interno desta casa, se vangloriam e muitas vezes prejudicam nosso município. Que nosso município cresceu muito nestes últimos anos, mas poderia ter crescido muito mais, e vê que nesta gestão, até parabenizou o prefeito, em duas ações que ele fez: primeiro de ter a humildade em retirar o projeto das gratificações e fazer as adequações as quais unânimes, todos os vereadores acreditam aqui, sabem que existe alguns excessos e também o Sindicato que se disponibilizou em vir ao município, convocou os servidores, e teve uma vitória junto com seus funcionários, em o prefeito retirando o projeto, acredita que ampliará a mais servidores este benefícios. Parabenizou o prefeito pela atitude, e não é porque são vereadores da oposição que toda vez tem que criticar e pensar o quanto pior, melhor. O tempo passa e tem que deixar alguma para as futuras gerações. Quer uma cidade cada vez melhor. Nada mais a ser tratado, e nenhum outro vereador escrito na Palavra Livre, o Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente reunião na qual Eu Tânia Maria Frighetto, redigi a presente Ata lavrada nos termos do Art. 104 da Resolução nº CM 019/90 de 14.12.1990, que após lida e aprovada será assinada pela Mesa Diretora.

APROVADA EM 02.07.2018

PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE

1º SECRETÁRIO 2º SECRETÁRIO

Publicado em: 03/07/2018
Acessos: 85
Publicado por: Tânia Maria
Facebook Twitter Google+ Addthis