CÂMARA MUNICIPAL DE Ponte Serrada - SC

ATA Nº CM 016/2017

Aos vinte e nove dias do mês de Maio de dois mil e dezessete, às dezenove horas, nas dependências do Legislativo Municipal, reuniram-se os senhores vereadores para reunião Ordinária da Primeira Sessão Legislativa, da Décima Quinta Legislatura da Câmara Municipal de Vereadores, com a presença dos seguintes membros: Abel Conrado, Adenir Freitas, Edivan Antonio Panizzi, Evandro Pavan, Julio Cesar Páglia, Marcelo Tadeu Wrubel, Milena Aparecida da Silva, Rúbia Caroline Wrubel e Gilson Damaceno Presidente da Mesa, que cumprimentou a todos os presentes, e sob a proteção de Deus, declarou aberta a sessão, convidando o vereador Abel para proferir a leitura de trecho da Bíblia Sagrada, prosseguindo com a leitura da Ata da reunião anterior, aprovada por unanimidade. Após fez-se a leitura do Expediente do Dia, sendo: Indicação nº CM BP PSMM 014/2017 - TRANSMISSÃO DAS REUNIÕES PELA INTERNET apresentada pelo Bloco Parlamentar Ponte Serrada Merece Mais. Convite da Apremavi para o curso de Planejamento Ambiental de propriedades e paisagens, nos dias 11 e 12 de julho em Atalanta-SC. Passando a Ordem do Dia, com a presença de todos os senhores vereadores o Presidente colocou em discussão Indicação nº CM BP PSMM 014/2017, o vereador Evandro agradeceu os vereadores Abel, Edivan e Julio por subscreverem também a indicação, e também sugerindo idéias sobre a indicação. Que vem defender a transmissão das reuniões pela internet por vários motivos, e todos eles positivos. Um deles é que é cerceado nossa palavra, como foi hoje, de se inscrever na palavra livre ou não, e o tempo seria muito mais útil se tivessem uma transmissão ao vivo pela internet, nos meios de comunicações, redes sociais, hoje a abrangência é muito grande. Disse que o vereador nada mais é do que um legislador, que vem aqui importantes projetos, e muitas vezes deixam de colocar suas opiniões aqui, por falta de tempo hábil a cada projeto, a cada indicação, e a população muitas vezes não compreende, porque a rádio tem contrato para passar uma hora de reunião, e sendo ao vivo, nenhum vereador iria se furtar de ficar um pouco mais de tempo aqui nesta casa, sendo que são os representantes do povo, estão recebendo para isso, e a transmissão ao vivo proporcionaria isso. A abrangência é muito grande, inclusive no interior do município, pois com uma parte do duodécimo conseguiram instalar uma torre no Rio do Mato, e hoje, a própria empresa que instalou esta torre, passa que, oitenta por cento do interior tem acesso a internet. Além da abrangência, a compreensão, que muitas vezes se discute aqui, que as palavras são cortadas para definir o tempo de rádio, muitas vezes o cidadão que está ouvindo pelo rádio, fica difícil a compreensão, pelos cortes que são feitos. Sobre a economicidade, hoje é gasto R$ 4.350,00 com rádio, e sendo transmitido pela internet, pode apurar, que necessitariam de um tablet, um suporte para instalação, e um operador que viesse durante a sessão, para passar por algum meio, como facebook, you tube, e este vídeo ficaria salvo, e a pessoa pode acompanhar ao vivo de casa, com comodidade, e também poderia assistir este vídeo, quando tivesse tempo. Sabem que muitos trabalham, nem todos podem acompanhar a sessão, e nem todos podem acompanhar a sessão através da rádio. Alguém pode vir aqui e dizer que sempre foi feito com rádio, mas tem que acompanhar o desenvolvimento, e hoje o avanço tecnológico, nos encaminha nesta direção. Com um custo hoje de mais de quarenta e três mil reais por ano, contratando um técnico gastaria menos de dez mil reais por ano. Acha que nenhum dos vereadores irá se opor a isso, o custo é irrisório para passar as sessões ao vivo pelo face ou you tube. O que poderia fazer com essa economia? Ajudar a APAE, o Lar dos Idosos, os Acadêmicos, o Abrigo das crianças e outras coisas mais, economizando este dinheiro e proporcionando ao cidadão um melhor esclarecimento. Com abrangência, compreensão e economicidade. Assim seguirão um caminho que o cidadão mesmo cobra. Fazendo a coisa correta e o cidadão acompanhar os trabalhos nesta casa. Pediu o voto favorável de todos os vereadores. O Presidente disse que na primeira fala o vereador disse que teriam cerceado sua palavra, gostaria de saber qual foi sua palavra cerceada, e que artigo do regimento lhe ampara, em fazer esta alegação ou esta acusação? O vereador Evandro falou que quando se há uma disputa, por tempo aqui dentro desta casa, como o nobre presidente fez, dizendo que depois da leitura, pelo regimento está certo, mas a partir do momento que se faz ao vivo, não precisa mais se marcar tempo, que vão ficar aqui o tempo necessário que for preciso. Quando era Presidente e o nobre Presidente era vereador aqui nesta casa, o mesmo deve lembrar muito bem, que não estipulava tempo, todo vereador podia vir aqui e fazer sua manifestação. Que vossa Excelência pelo que lhe cerceei a palavra? O vereador Evandro respondeu: a partir do momento que não deixou mais se inscrever na palavra livre. O cidadão que vem aqui, tem que ser respeitado. O Presidente disse que já estão indo para o quinto mês de legislatura, vários vereadores de segundo mandato aqui nesta casa, e é muito cobrado aqui na questão de cumprir o regimento, e que já vinha a vários meses falando da questão do tempo de cada um falar, e sempre alguns incorrem a dizer que estão sendo prejudicados, e espalha. Quer que quando fizerem uma acusação, sempre se embasarem em qual artigo e qual lei lhe dá certo direito em determinado assunto. Muitas vezes falar por falar, gera um desgaste para esta casa, sem fundamento algum. Que cada vereador que indagar sobre qualquer fato, que seja embasado em lei. O vereador Júlio disse que devem cumprir o que está no regimento, mas sinceramente disse, que se inscreveu após a fala da secretária Milena, e o vereador Freitas também. Então que o Presidente retire seus nomes para fazer pelo certo. Quanto a indicação, de transmissão ao vivo pela internet, tem um significado muito grande em nossa cidade, estudos comprovam , que a mídia ao vivo pela internet abrange muito mais que pelo rádio, muito mais pessoas irão acompanhar, quando não puderem acompanhar ao vivo, vai estar salvo o vídeo, e vão poder acompanhar tudo o que os vereadores falam sem corte algum. Que muito bem o vereador Pavan falou, que hoje tem um contrato com a rádio, que hoje é pago R$ 4.350,00 mensais. É contrário a este pagamento, que tem um amigo que tem o mesmo tempo, na mesma rádio, uma hora por semana e ele paga R$ 500,00. Porque que aqui tem que pagar R$ 4.350,00 mensais? Qual a diferença? Será que por que é público? Quanto dinheiro não economizaria se fizesse online, pelo facebook, para então ajudar os Acadêmicos, os idosos, a APAE. Pediu que votem favorável a indicação e concordem com o que estão falando, não quer saber como era feito o ano passado, quer saber de agora. Conta com o voto favorável. O Presidente da Mesa disse que lendo a indicação achou uma boa idéia, mas da forma que foi defendida, disse que seu posicionamento é contrário a esta indicação, pois traz a substituição da forma de divulgação da rádio para a internet. Acha que a ferramenta da internet, seria uma forma de acrescentar a rádio, porque nem todos os munícipes tem acesso a internet. Disse que é presidente desta casa, e não tem internet em casa, somente na firma onde trabalha, a não ser pelo celular, onde a capacidade é pequena o que dificulta inclusive baixar um vídeo. Que muitos munícipes não tem este conforto de ter internet em casa. Que não é contrário, mas da forma que foi debatido talvez traga prejuízo na divulgação dos atos desta casa. Que muitas pessoas do interior e de outros locais, ouvem o rádio enquanto fazem o almoço ou outras atividades. Que a ferramenta está estudando para ser instalada nesta casa, o qual já comentou em outras reuniões. E hoje analisaram o impacto orçamentário com a reposição salarial que o município dará e também o legislativo, e o orçamento está limitado, onde nos próximos dias estará falando com todos os vereadores na questão da economicidade de todos nossos gastos aqui, como diárias e outros. Disse que da forma que foi apresentada, se posicionaria contrário se tivesse que votar no empate, mas acha que a ferramenta da internet, para complementar a questão da mídia, e da publicidade que dá a esta casa, votaria favorável. A questão do valor de R$ 4.350,00, disse que quando assumiu a presidência desta casa, já havia a licitação com um aditivo de contrato. Até como sugestão, pois o vereador que o antecedeu é da base do governo, se não falha a memória, o prefeito está gastando mais de dez mil reais com as rádios. Se não for isso, na próxima reunião irá corrigir, que a preocupação que o mesmo tem com esta casa, que também leve ao Executivo, que também possa dar mais economicidade naquela casa. O vereador Edivan, disse que concorda plenamente que o regimento tem que ser cumprido, e espera que seja cumprido para todos os senhores vereadores, não uma parte ficando com os favores e outra com os rigores. Pediu que o Presidente analise e que faça cumprir para todas as bancadas. Quanto a questão da discussão de projeto, acredita que não esteja no regimento, que o vereador não pode vir discutir o projeto depois do Presidente, não é porque o Presidente fala que se encerra a discussão, ela continua aberta a cada vereador que tem interesse. Quanto a indicação que apresentaram, embora tenham alguns pontos de vista diferente nesta questão, deixou muito bem claro, que quando o presidente frisou, que não são contrários a que se extinga a transmissão pela rádio e só fique em cima da questão da internet, o que foi levantado, foi a questão dos valores, pois o próprio vereador Júlio falou que uma pessoa paga pelo mesmo horário R$ 500,00. Que também é conhecedor que somente a internet não vai suprir toda a necessidade e não terá o alcance que se imagina. Como foi dito que a licitação somente foi aditivada, final do não passado, não foi desta legislatura, mas que possam pensar em um futuro, quem sabe o ano que vem, possam quem sabe reduzir um pouco o valor das rádios, e aplicar um pouco mais na transmissão pela internet. Quando o mesmo fala que nosso orçamento está escasso, e sabe que isso é verdade, tiveram contatos com algumas pessoas, inclusive empresas, que demonstraram interesse em transmitir nos primeiros três meses de forma gratuita, quem sabe se tiverem uma conversa, não cobrando a parte técnica, fazendo de forma gratuita até o final deste ano. O que querem é sempre tentar melhorar, fazendo com que mais pessoas tenham acesso de tudo que é tratado aqui nesta casa. Acredita que este vereador teria sido a pessoa mais talhada aqui na questão de palavras pelo tempo, não é contrário a alguma outra circunstância, mas normalmente tem falado bastante, passa do prazo determinado, e as pessoas não conseguem compreender o seu raciocínio, por ouvirem só a metade da frase. Acredita que desta forma, com a transmissão ao vivo, os ouvintes poderão acompanhar toda discussão do projeto, e o raciocínio final de cada vereador que estiver falando. Quando há cortes as pessoas em casa não conseguem entender o que o vereador quer dizer, e é defensor de que sempre que se tenha projetos de lei, não tenham um prazo no mínimo muito curto, pois os projetos são muito importantes, e é bom que algum vereador venha aqui e discuta, traga uma situação nova, e acabe com seu conhecimento, sua fala, mudando a opinião de um ou outro colega. Acha que podem tranqüilamente trabalhar com estas duas fontes de divulgação, que não terão prejuízo nenhum, terão economia, e uma abrangência maior. Quanto a licitação de que a prefeitura gasta em torno de dez mil reais, até acredita que a licitação tenha sido desta forma, o que muda é que agora o município vai pagar somente pelo espaço que for utilizado, se o município utilizar quatro horas nas duas rádios, vai pagar por este tempo. Em contrapartida se em determinado mês o município não utilizar nem um minuto, não pagará nada É desta forma que foi licitado. O vereador Adenir disse que é favorável que tudo o que aqui acontece o povo tem que escutar, é contrário a primeira discussão que deu a entender que a rádio deveria ser retirada, mas depois outro vereador disse que viria auxiliar. Informou aos ouvintes que quem deseja escutar na íntegra, todas as sessões da câmara fica disponível no site. Não é porque não está sendo passado ao vivo que lá não esteja tudo que falam aqui. Se acessarem o site da câmara verão na íntegra, sem cortes. Tudo que é falado aqui, certo ou errado, vai estar lá. Que é a favor de passarem ao vivo, mas é contra tirar a rádio. Que é favorável a reduzir gastos da forma que for, mas não tem como vir aqui falar em reduzir gastos, sem falar do que passou ou do que virá. Que vai ser licitado mais um veículo de alto valor. Esperará ver o final da licitação, quem ganhou, o valor, para onde vai, e pediu que este carro venha atender o povo. Que é um carro com valor alto, mas não sabe que setor que vai. Que é favorável a indicação, desde que não mecha no que a muitos anos a população vem tendo, pois tem pessoas de idade, que acostumam ouvir o rádio, ouvir o que os vereadores falam aqui, sempre em beneficio a nossa população. O vereador Abel disse que a discussão é boa, e acha que deve entrar em um consenso, de uma forma que venha auxiliar a população. Que a discussão muitas vezes não se fala o que está escrito, porque na discussão se amplia com outras palavras o discurso. Proferiu a leitura da indicação: Senhor Presidente, Senhores Vereadores, apresentamos esta Indicação, para que o Presidente da Mesa Diretora transmita ao vivo as reuniões da Câmara de Vereadores. Justificamos que esta iniciativa levará ao alcance de um número considerável de habitantes as reuniões da câmara, se transmitidas ao vivo pela internet, com custo irrisório, o que visa a economicidade pela entidade uma vez que a abrangência das sessões alcançaria com praticidade quase toda população, com baixo custo de implantação. Entendendo que é uma alternativa prática e eficiente, contamos com o atendimento pela Mesa Diretora. Que na indicação não pede para cortar a rádio, e vê que tem famílias no interior e na cidade, que ouve pelo rádio e não tem internet. Que daqui a pouco pode-se diminuir o repasse mas não cortar este meio de comunicação. É importante, as pessoas acompanham bastante, e até as pessoas pegarem o hábito de acompanharem pela internet, demora um pouco. Tem um técnico disposto a auxiliar a casa a fazer esta transmissão, inclusive sem custo, vê que é uma oportunidade, o Presidente tem vontade de colocar na internet a programação desta casa, e vê que está na hora de aproveitar esta mão-de-obra gratuita, já que esta pessoa está disposta a fazer. Que é favorável a por a programação no ar ao vivo e pediu o voto dos vereadores para aprovarem a indicação. O vereador Marcelo deixou seu voto favorável a indicação, e o que levantou cortes, gastos aqui nesta casa, foram as próprias pessoas que fizeram esta indicação. Deixou seu voto favorável, isso com certeza abrangerá mais pessoas, vem enaltecer o trabalho dos vereadores, e frisou, que quem comentou em gastos e cortes foram os próprios autores. Espera que quando vem discutir, discutam a indicação. O vereador Julio, disse que o Presidente pediu para cobrar do Prefeito o valor do repasse às rádios, com certeza irá cobrar, irá fiscalizar. Mas aqui, cabe só aos vereadores o repasse da rádio. Cabe aos vereadores ver se podem reajustar este valor, para que fique em um valor considerável, o que é realmente de mercado. Que fizeram esta indicação, querem que seja revisto este valor da rádio, para não acrescentar nenhum valor para que transmitam ao vivo. Ninguém falou que era para cancelar contrato com a Rádio, mas que seja um valor justo. A vereadora Milena disse, que como foi apresentado para usar uma nova ferramenta para esta casa, para que seja levado as informações desta casa para a população, é favorável. Agora como foi defendido na primeira discussão, não concorda, sempre foram repassados os valores de uma hora, as vezes é transmitido mais que uma hora, mais as inserções da câmara de vereadores, todos os dias na rádio informando que vai ao ar todas as terças feiras o informativo da Câmara Municipal de Ponte Serrada. São mais de quatro inserções por semana. Quanto a isso discorda, acha que a economia deve partir do legislativo e também do executivo, porque vai chegar ao final do ano e tem um repasse a fazer ao executivo para as entidades, e lá no Executivo também tem que ter economia, pois hoje o Executivo fechou contrato com as duas rádios, Rádio Nambá e 100.7, e não foi desta forma dita pelo vereador Edivan, que vai ficar um mês sem receber. E a 100.7 nem daqui não é, porque tem endereço fixo em Passos Maia. R$ 5.700,00 em duas rádios, que dá o valor de R$ 11.400,00, mais a assessoria de imprensa, não quer morder a língua, mas dá mais ou menos quatro mil reais. Que aqui também tem gastos com o assessor, não está fugindo disso, mas que não se faça demagogia que tem que fazer economia. A ferramenta é bem vinda, e economia tem que partir desta casa e do executivo também. Nada mais foi discutido, aprovando-se por unanimidade a indicação. O Presidente quanto a publicidade dos atos desta casa, falou que todos os áudios das sessões na íntegra das falas, estão na internet, no site da câmara, então quem tem internet que queira estar ouvindo as sessões, está disponível a todos os usuários da internet e até a idéia da Mesa Diretora para proporcionar mais publicidade dos atos desta casa, além de transmitir ao vivo as sessões, é instalar câmeras nesta casa para transmitir não só o áudio, mas as imagens. E estas câmeras tem também somente o custo da aquisição das câmeras, porque a pessoa que hoje da o suporte na questão do site que presta serviços em várias câmaras e prefeitura, estará ensinando o assessor desta casa para que possa estar operando estas câmeras sem custo nenhum mensal, apenas de aquisição, onde em um primeiro orçamento fica em torno de cinco mil reais duas câmeras. Assim que o orçamento der condições, nos próximos meses, estarão oferecendo mais esta ferramenta. Escrito na palavra livre, o vereador Abel, sobre uma reunião no gabinete do prefeito, que todos sabem dos transtornos que o tempo vem trazendo, graças a Deus sem prejuízos com pessoas, mas sim com aparelhos eletrônicos, transmissão da internet, pela grande descarga elétrica devido fortes raios. Ficam tristes, nas estradas muitos transtornos, onde uma equipe estava fazendo a, limpeza das bocas de lobo, e ruas onde a água chegou. Que as medidas já estão sendo tomadas, com o secretário e o prefeito. Também sobre as melhorias na ponte São Valentim, na estrada onde caiu uma barreira impedindo a passagem do transporte escolar. Imediatamente foi a patrola, pois a estrada estava em péssimas condições, trancada com cascalho. Pediu as pessoas que tenham um pouco de paciência, pois mexer com este tempo não é viável, e onde as máquinas estão passando é para resolver um problema onde a chuva e o mau tempo causou. Aqui na cidade o rio assustou mas não deu prejuízo, as comportas da usina foram abertas, corpo de bombeiros e a defesa civil estavam prestando auxilio se caso viesse acontecer alguma coisa. A vereadora Rúbia disse que no sábado pode ouvir algumas palavras do informativo da prefeitura na rádio, o qual entendeu que o projeto do IPTU de sua autoria, que foi aprovado por esta casa, foi chamado de incoerente e insensato pelo prefeito municipal. Que ficou triste, trouxe um pré-julgado nº 1396 para que o assessor jurídico dele possa analisar, onde diz que pode o município conceder isenção de IPTU e ISS para incentivar instalação de indústrias no município, e conceder isenção de impostos, desde que atenda as providências, como as medidas de compensação as quais foram apresentadas. Por esta vereadora não fizeram parte do projeto, bem como o projeto de suplementação da prefeitura que também veio até esta casa sem constar na especificação do projeto a finalidade, mas foi aprovado, e acredita que no projeto do IPTU faltou tambem colocar as medidas compensatórias. Disse que podem sim estar ajustando este projeto para melhor atender a finalidade e o interesse social no próximo ano, Com o objetivo de atender esta faixa etária dos idosos, que tanto precisa e tanto necessita. Que além do prejulgado tem um relatório da desembargadora Gisele Leitão Teixeira no site conjur , onde ela não acolhe o pedido de inconstitucionalidade, formado pela prefeitura de Petrópolis que julga favorável a lei que foi criada e aprovada naquele município. Ela considera a isenção uma medida de tutela dos idosos, e que não deve ser rotulada de privilégio, porque ela atende uma finalidade contributiva do contribuinte e uma finalidade social. Que os vereadores possam ter acesso a estes textos, o qual o prefeito não tem base legal para o veto, ou seja, quando ele vetou, disse que incorreria em improbidade, e se tem vários entendimentos e vários pré-julgados a nível nacional, de que se ela tiver estas medidas compensatórias não incorre em improbidade. Outro assunto que lhe chamou a atenção é a licitação de um veiculo no valor de R$ 112.000,00, um veiculo de luxo, para ser utilizado pelo prefeito, com tais especificações, sabendo que hoje tem idosos que passam por dificuldades e não estão recebendo medicamento básico, que é o rivotril na saúde, tem que se perguntar o que é isso? Que ficou chocada, indignada e deixou a reflexão. Acredita que o prefeito precisa de um veículo, mas acredita que o prefeito poderia estar fazendo a aquisição de um veiculo popular, como todos tem. Lembrou que o atual prefeito, usava um Fiat Uno, e agora pelas comparações do veiculo, pelo que pode acompanhar, parece que é um Jeep Compass, chiquérrimo, um luxo, talvez ele possa, talvez tenha muito dinheiro em caixa, e o prefeito possa então estar se dando a este luxo, comprando um veiculo neste valor. Outro assunto é uma ação demolitória do executivo, para um membro de sua família, ou seja, a alegação desta ação demolitória é a falta de um alvará, o qual questiona o senhor prefeito, e pede para ele se ele fez esta ação demolitória para outras moradias que estão irregulares em nosso município. Acha que se a lei vale para um, vale para todos. E que o exemplo começasse de dentro da prefeitura, citou um exemplo de uma funcionária do alto escalão do senhor prefeito, que ela também tem uma moradia construída em local irregular, que ela construiu recentemente e também não tem alvará. Isso choca, revolta e entristece, que administração é esta? Quase seis meses de governo e cadê os resultados? Cadê a administração para o povo, para todos, cadê o respeito? Cadê a dignidade? Espera que a lei seja feita e cumprida rigorosamente para todos, não é justo que valha para esta vereadora porque é adversária política, porque não é companheira do prefeito. O vereador Adenir, disse que também fica triste, falando em alagamento, que na mesma casa que entrou água a dois ou três anos atrás, em uma indicação que teve nesta casa, disse que se cada prefeito que entra se faz um pouco, teve um vereador que falou que não ia se fazer um pouco ia ser resolvido aquele problema. Ficou triste que não estava neste momento na cidade, por motivos pessoais, no sábado a vereadora Milena foi chamada, e as mesmas casas, continuam entrando água. Estão aí em período de chuva, marcando chuva forte para a semana que vem. O que lhe preocupa é o bairro São Sebastião, onde passa o rio, quais são as medidas que estão sendo tomadas, para não acontecer o que acontecia, não vão jogar a culpa em quem está agora, mas vão se precaver, pois a chuva forte está para semana que vem, em três dias 500mm de água. Com esta chuva já assustou os moradores, e se preocupa mais ainda é na Rua Pedro Braz Araújo. Que na administração passada, juntamente com o secretário Bugiu evitaram vários alagamentos, jogaram a água para a feira, sim, mas não atingia as moradias. Que nesta administração ainda não foi feito, as máquinas estão lá para arrumar pediu que tomem providências, é fácil de resolver, cada um faz um pouco e no final dá tudo certo. Se arrumar uma parte e não dá certo, verifiquem o problema e terminem de resolver. Se tiver meios de agilizar alguma coisa para consertar no rio que tiver obstruindo a água, que façam agora, pois todos os meios de comunicação estão informando que chuva forte é semana que vem. O vereador Julio disse que concorda plenamente com as colocações do vereador Freitas, sobre o problema que tem na cidade. Que no começo do ano, falou com o senhor prefeito e ele disse que medidas iam ser tomadas, mas tem que prevenir antes de acontecer. Que não vão esperar acontecer para depois ir falar do problema. Que esteve no Bairro São Sebastião, e contactaram com os responsáveis pela usina para deixarem as comportas abertas para que não alagasse, e hoje já foi determinado aos secretários para verem onde tem bueiros trancados na cidade, e para tomar alguma medida para resolver. Que esteve em Florianópolis na CASAN, com alguns vereadores, falaram a respeito de uns canos para a comunidade da Linha São Valentim, onde os aviários se encontram sem água. São quatro mil metros de cano, onde estão esperando uma liberação, para que venham estes canos e assim levar água até os chiqueirrões. É um processo um tanto burocrático. Que foram ao DEINFRA falaram a respeito do SC Rural, sobre uma britagem de umas estradas no interior. Também visitaram o Deputado Valdir Cobalchini atrás de recursos ao nosso município, o qual talvez consiga uma emenda pelo FUNDAM de uma verba de duzentos mil reais até o final do ano. Que não é certo, mas a palavra do Deputado serve muito. Parabenizou a comunidade de Linha Fátima pelo grandioso almoço. A vereadora Milena disse que segue a linha do Presidente, que nosso município tem necessidade e prioridade, e precisamos eleger as prioridades. Vê tantas, mas viu no portal que está em trâmite uma licitação de um carro no valor de quase cento e treze mil reais. Sendo licitado pelo Fundo Municipal de Saúde. Espera realmente que este carro seja usado para a saúde de nosso município, e não para o gabinete do prefeito para uso de seus pares. É um carro considerado de luxo, com muitas atribuições, e que ainda não viu um carro deste aqui em nossa cidade. Que este carro venha para a saúde. Até acha que este carro neste valor, daria para comprar até dois carros para atender melhor o nosso povo que merece uma atenção especial. Que nos últimos dias a chuva está constante, que nos próximos dias marca 500mm de chuva, muito se preocupam, como falaram outros vereadores. Que esteve no Bairro Industrial, e fica triste que um vereador disse aqui que ia ser resolvido, que nunca mais ia acontecer, mas não foi isso que ocorreu. Chegou na casa do senhor Antonio Cardoso, doente, fazendo hemodiálise,que foi atendida prontamente pelo secretário municipal, pelo prefeito também, e a partir de amanhã é para ser solucionado o problema, e não que levem mais problemas para a comunidade que tanto espera. Não estão aqui para achar culpados, mas que seja solucionado que aquele povo merece, e não volte acontecer o que aconteceu com as famílias do bairro industrial. Deixa a pergunta no ar, deste carro que está sendo licitado no valor de R$ 113.000,00 pelo Fundo Municipal de Saúde, que seja usado na saúde e não no gabinete do prefeito para uso do mesmo e de seus pares. Que seja na saúde em prol de nosso povo e de nossa gente. R$113.000,00 na condição que se encontram, que tanto se fala em economia, esse valor daria para comprar no mínimo dois carros popular para a saúde. O Presidente da Mesa, complementou algumas falas, de alguns vereadores devido ao tempo, que o vereador Adenir esteve em Florianópolis levando vários pedidos e que alguns deles tiveram um aceno positivo. O Deputado João Amim estará disponibilizando de sua cota pelo FUNDAM para que venha ao nosso município R$ 200.000,00, onde o Assessor Bueira do Deputado, pediu que o Executivo faça um oficio solicitando a liberação de R$ 50.000,00 para aquisição de combustível. Também a vereadora Rúbia pediu que lesse o objeto da licitação para aquisição de um veiculo por parte do município no valor de R$ 112.000,00, onde com certeza as pessoas que precisarem da saúde vão querer andar neste carro, pois é um carro de passeio, SUV, 05 passageiros, 0 Km, Ano/Modelo 2017/2017, motor de no mínimo 150 cv, câmbio automático, com os itens vindo de fábrica: abs, aiberg duplo, laterais de cortina, direção elétrica, rodas com aro de no mínimo 18 polegadas, ar condicionado digital e câmera de ré. Coluna de direção com regulagem de altura, vidros dianteiros e traseiros elétricos, travas elétricas, sensor de estacionamento sistema stop start, central de multimídia com tela de no mínimo 7 polegadas e farol de neblina. Este é o veiculo que o município estará licitando nos próximos dias. Acha também que poderia ser comprado até dois veículos, embora os pacientes merecem de uma atenção e de um conforto, mas eles vão estar marcando para estar indo sempre com este carro, pois até este vereador teria vontade de andar. Parabenizou a equipe feminina e masculina que estiveram presentes no município de Passos Maia, sexta e sábado passados, onde levaram o nome do município a cidade e ao estado, pois a equipe masculina de Futsal obteve a segunda colocação e a equipe feminina em primeiro lugar, classificando-se para a etapa regional. Parabenizou os atletas e todos os demais que competiram , se esforçaram e deram o máximo de si para representar nosso município. Nada mais a ser tratado, e nenhum outro vereador escrito na Palavra Livre, o Presidente agradeceu a presença de todos e deu por encerrada a presente reunião na qual Eu Tânia Maria Frighetto, redigi a presente Ata lavrada nos termos do Art. 104 da Resolução nº CM 019/90 de 14.12.1990, que após lida e aprovada será assinada pela Mesa Diretora.

APROVADA EM 05.06.2017

PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE

1º SECRETÁRIO 2º SECRETÁRIO

Publicado em: 09/06/2017
Acessos: 207
Publicado por: Tânia Maria
Facebook Twitter Google+ Addthis